0

Campeões ingleses de 1966 comentam grandes jogadores atuais

2 jun 2010
13h12
atualizado às 16h15

Os ex-jogadores Bobby Charlton e Geoff Hurst, que fizeram parte do elenco da Inglaterra que conquistou a Copa do Mundo de 1966 em casa, falaram nesta quarta-feira sobre os ídolos do futebol atual às vésperas do Mundial da África do Sul.

Ídolos ingleses de 1966 acreditam no sucesso da seleção inglesa com Rooney em campo
Ídolos ingleses de 1966 acreditam no sucesso da seleção inglesa com Rooney em campo
Foto: Getty Images

Charlton não pensou duas vezes ao colocar o português Cristiano Ronaldo como um dos melhores da Copa 2010. "Cristiano Ronaldo é um desses jogadores quase impossíveis de serem marcados e, sem dúvida, um dos principais nomes do Mundial. E isso apesar de Portugal quase não ter chances de título", disse o ex-jogador do Manchester United.

Autor de três gols na campanha do título de 1966, dois na semifinal, contra Portugal, Charlton também falou sobre seu compatriota Wayne Rooney, jogador do Manchester United e um dos principais nomes da atual seleção inglesa.

"Rooney é a pessoa que mais gosta de futebol que já vi. Se perde, ninguém pode falar com ele. Apenas se ganha, porque aí ele fica feliz". Quem também falou sobre a maior esperança de gols da Inglaterra para a Copa foi o ex-atacante Hurst, autor dos três gols na final de 1966, nos 3 a 2 sobre a Alemanha Ocidental.

Para o ex-jogador, uma dupla entre Rooney e o meia Gerrard, do Liverpool, pode levar o time do técnico Fábio Capello longe no Mundial. "Estou convencido de que o 4-5-1 é a formação que deve ser usada e acho que nossa melhor combinação para competir com os melhores seria a de Rooney e Gerrard", opinou Hurst.

A Inglaterra está no Grupo C da Copa de 2010. A partida de estreia é contra os Estados Unidos, no dia 12. Argélia e Eslovênia são as outras duas equipes da chave e se enfrentam no mesmo dia.

EFE   
publicidade