0

Carrascos do Brasil decidem contra Uruguai e Holanda é 1ª finalista

6 jul 2010
17h23
atualizado às 22h51
  • separator
  • comentários
Tarian Chaud
Direto da Cidade do Cabo

Com um futebol que envolveu a forte defesa do Uruguai no segundo tempo, a Holanda venceu o rival sul-americano por 3 a 2 nesta terça-feira, no Estádio Green Point, na Cidade do Cabo, e voltou a uma decisão de Copa do Mundo após 32 anos. "Carrascos" da Seleção Brasileira nas quartas, Sneijder (autor dos gols que eliminaram o Brasil) e Robben (envolvido no lance da expulsão de Felipe Melo) decidiram o jogo com um gol cada.

» Veja fotos de Uruguai x Holanda
» Dê a sua nota para os jogadores de Uruguai x Holanda

Diante de uma multidão laranja nas arquibancadas, a equipe comandada por Bert van Marwijk teve paciência para trabalhar a bola diante dos poucos espaços oferecidos pelo adversário. Antes dos gols de Sneijder e Robben, o capitão Van Bronckhorst havia aberto o placar em uma bomba de fora da área.

Forlán, autor do gol de empate uruguaio, sentiu a ausência do suspenso companheiro Suárez e, sozinho, não conseguiu reverter a situação. O outro tento do time celeste foi de Maxi Pereira, já no fim da partida.

Vice-campeã em 74 e 78, a Holanda tentará o título inédito contra o vencedor do confronto entre Alemanha e Espanha, que acontece nesta quarta-feira, em Durban. O Uruguai encara o perdedor na disputa do 3º lugar.

As duas equipes tiveram desfalques e foram obrigadas a mudar a escalação. Além de Suárez, os uruguaios não contaram com o lateral Fucile, suspenso, e com o zagueiro Lugano e o meia Lodeiro, lesionados; do outro lado, o lateral Van der Wiel e o volante De Jong ficaram de fora. O técnico holandês Bert van Marwijk fez trocas simples e manteve o esquema de jogo, enquanto Oscar Tabárez preferiu um time mais defensivo, com três homens de marcação no meio.

A primeira chegada de perigo foi holandesa, aos 3min. Após cruzamento da direita, o goleiro uruguaio Muslera saiu de soco e a bola sobrou para Kuyt na área, mas o atacante chutou por cima da meta. O time europeu teve mais posse de bola nos primeiros minutos, enquanto o Uruguai marcava no campo de defesa e tentava sair em velocidade no contra-ataque.

O padrão de jogo foi o mesmo até os 17min, quando o capitão Van Bronckhorst abriu o placar com um golaço de fora da área. O lateral esquerdo recebeu na intermediária e soltou uma bomba no ângulo de Muslera, sem chances de defesa.

O Uruguai tentou sair mais para o jogo depois de levar o gol, mas esbarrava na falta de qualidade dos meio-campistas e não conseguia fazer a bola chegar a Forlán e Cavani na frente. A partida seguiu morna até os 27min, quando Cáceres tentou dar uma bicicleta no ataque e acertou em cheio o pé no rosto de De Zeeuw. O volante holandês ficou inerte no chão por alguns instantes, mas logo voltou.

Sem inspiração, os uruguaios tentavam chegar na base da vontade. Aos 35min, Álvaro Pereira arriscou de fora da área, mas pegou fraco e facilitou a defesa de Stekelenburg. Dois minutos depois, Forlán recebeu cruzamento da esquerda e cabeceou para fora. A Holanda respondeu aos 39min em chute de Kuyt pela esquerda, mas Muslera segurou firme.

O gol de empate veio na jogada seguinte, sempre com Forlán. O camisa 10 dominou na intermediária, fez o corte para o pé esquerdo e arriscou de longe; a bola pegou uma curva e enganou Stekelenburg, que falhou no lance. Aos 43min, Forlán voltou a assustar em cobrança de falta, mas desta vez o goleiro holandês estava atento.

A Holanda voltou do intervalo com Van der Vaart no lugar de De Zeeuw, deixando o meio de campo mais ofensivo. Porém, foi o Uruguai quem chegou mais perto de marcar no começo. Aos 5min, Cavani dividiu com o goleiro Stekelenburg fora da área e tocou para Álvaro Pereira, que tentou por cobertura; porém, Van Bronckhorst salvou o gol na pequena área.

O jogo seguiu travado, com poucas jogadas trabalhadas ou lances claros de gol até os 20min. Forlán voltou a ameaçar na bola parada, soltando a bomba em cobrança de falta, mas Stekelenburg defendeu bem. No lance seguinte, Van Persie encontrou Van der Vaart em boa posição na área. O meia encheu o pé esquerdo, mas Muslera defendeu, e Robben concluiu para fora no rebote.

A Holanda voltou a ficar na frente aos 25min. Sneijder chutou da entrada da área, a bola desviou na zaga e foi morrer no cantinho do goleiro Muslera. Os uruguaios reclamaram de um impedimento de Van Persie, que não desviou a trajetória da bola, mas fez um movimento quando ela passou - o que o árbitro Ravshan Irmatov não interpretou como participação direta no lance.

Três minutos depois, Kuyt cruzou da esquerda e Robben subiu no meio da área uruguaia para desviar de cabeça e fazer 3 a 1. O Uruguai ainda buscou forças para diminuir nos acréscimos com Maxi Pereira, que bateu colocado de pé esquerdo após cobrança curta de falta, mas não foi o suficiente para chegar ao empate.

FICHA TÉCNICA

Uruguai 2 x 3 Holanda

Gols
Uruguai: Forlán, aos 40min do 1º tempo, e Maxi Pereira, aos 46min do 2º tempo
Holanda: Van Bronckhorst, aos 17min do 1º tempo; Sneijder aos 25min, e Robben, aos 28min do 2º tempo

Ponto Forte do Uruguai
Marcação firme no meio de campo

Ponto Forte da Holanda
Boas tramas pelas pontas, com Robben e Kuyt

Ponto Fraco do Uruguai
Falta de criatividade na hora de articular jogadas

Ponto Fraco da Holanda
Isolamento de Van Persie no ataque

Personagem do jogo
Sneijder, que marcou seu quinto gol no Mundial ao desempatar a partida

Lance polêmico
Van Persie estava ligeiramente adiantado no lance do gol de Sneijder; ele não desvia o trajeto da bola, mas faz o movimento quando ela passa por ele

Esquema Tático do Uruguai
4-4-2
Muslera; Maxi Pereira, Victorino, Godín e Cáceres; Diego Pérez, Arévalo, Gargano e Álvaro Pereira (Loco Abreu); Cavani e Forlán (Sebastián Fernández). Técnico: Oscar Tabárez

Esquema Tático da Holanda
4-2-3-1
Stekelenburg; Boulahrouz, Heitinga, Mathijsen e Van Bronckhorst; Van Bommel e De Zeeuw (Van der Vaart); Robben (Elia), Sneijder e Kuyt; Van Persie. Técnico: Bert van Marwijk

Cartões amarelos
Uruguai: Maxi Pereira e Cáceres
Holanda: Sneijder, Boulahrouz e Van Bommel

Árbitro
Ravshan Irmatov (UZB)

Local
Estádio Green Point, Cidade do Cabo














Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade