6 eventos ao vivo

Com dúvidas sobre estrelas, Portugal e C. do Marfim abrem grupo do Brasil

15 jun 2010
02h40
Celso Paiva
Direto de Porto Elizabeth

Apelidados por muitos como a chave da morte, o Grupo G da Copa do Mundo inicia sua participação no evento com um duelo de peso entre Portugal e Costa do Marfim, no Estádio Nelson Mandela Bay, em Porto Elizabeth, às 16h (11h de Brasília). A partida que abre o grupo que contém a Seleção Brasileira é marcada por desconfianças sobre as duas principais estrelas do jogo: Cristiano Ronaldo e Didier Drogba.

O badalado atacante português, que chegou a África do Sul com o status de principal estrela de uma marca de material esportivo que o estampa em um prédio de Johannesburgo, passa por uma fase preocupante de oito jogos sem marcar um gol sequer pela seleção portuguesa.

Com o estilo tranquilo de ser, o jogador do Real Madrid disse no domingo que não se preocupa com o longo jejum. "Como alguém me falou uma vez, os gols são como o ketchup: podem demorar a sair, mas vêm todos de uma vez. Não estou preocupado. Vou continuar a trabalhar da mesma forma, e os gols vão aparecer com certeza. Espero que isso possa ocorrer para poder ajudar a equipe e ganharmos juntos".

Porém, por mais que tente esconder e dividir a importância de Portugal entre todos os jogadores, o técnico Carlos Queiroz aposta todas suas fichas sobre Cristiano Ronaldo. O treinador tem passado por uma polêmica com os jornalistas por ter cortado o atacante Nani. O jogador do Manchester United disse em sua chegada a Portugal disse que teria condições de se recuperar a tempo de participar do Mundial.

Em clima complicado com Nani, o treinador vetou qualquer pergunta sobre o assunto. Ele ainda tem alguns mistérios escondidos na manga, que pretende segurar até a hora do jogo, como a presença ou não do zagueiro Pepe entre os titulares e quem será o dono da posição na lateral esquerda.

Do outro lado, o medo de não contar com sua principal estrela, Didier Drogba, preocupa muito a Costa do Marfim. O astro do Chelsea sofreu uma fratura no cotovelo direito há uma semana. O atacante, 32 anos, recebeu uma dura entrada do brasileiro naturalizado japonês Marcos Tulio Tanaka na sexta-feira retrasada em um amistoso. No dia seguinte, ele foi operado com sucesso em um hospital de Berna e sua recuperação acelerada reaviva a esperança sobre sua participação na Copa.

Porém, o técnico da seleção da Costa do Marfim, Sven Göran Eriksson, manteve a dúvida sobre ver o jogador ou não em campo na estreia da Copa para esta terça-feira. "Eu não sei se ele vai jogar e estou sendo honesto com vocês. Vamos ter a decisão amanhã. Eu espero sempre que Didier possa ajudar nossa equipe. Fez um treino bom ontem, espero que jogue. Mas, honestamente, não sei".

O certo é que mesmo sem Drogba ou Cristiano Ronaldo em suas melhores formas, tanto do lado português como do lado marfinense, a partida em Porto Elizabeth é encarada como decisiva na pretensão das duas equipes para o restante da competição.

"Considero este jogo mais importante (contra Costa do Marfim) que o último (contra o Brasil), porque pode nos dar uma tranquilidade para a sequência da competição. Se ganharmos amanhã (dia 15 de junho), ameniza um pouco da ansiedade e nos dá conforto para as duas outras partidas do grupo. Ganhando o primeiro jogo a coisa fica mais fácil", afirmou o meia Deco, de Portugal.

"Eu espero um jogo bom, com dois bons times. Eu espero que ganhemos. Temos dois primeiros adversários difíceis, então vai ser uma grande vantagem se conseguirmos vencer amanhã", corroborou o técnico dos marfinenses, Sevn Göran Eriksson.

Tido como um dos jogos mais aguardados desta primeira fase, portugueses e marfinenses precisarão mesmo estar com a motivação em alta em campo, já que o clima não deverá ser muito propício. A previsão para o duelo desta terça-feira é de clima chuvoso, com muito frio e vento, o que deve complicar o desempenho das duas equipes, principalmente por conta da bola Jabulani, criticada por muitos jogadores como leve demais.

Cristiano Ronaldo é a esperança de Portugal para conquistar o primeiro título mundial
Cristiano Ronaldo é a esperança de Portugal para conquistar o primeiro título mundial
Foto: AP
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade