0

Com promessa de jogo aberto, Brasil defende tabu contra Chile

28 jun 2010
05h20
atualizado às 05h48
Allen Chahad
Renato Pazikas
Direto de Johannesburgo

Quando entrar em campo nesta segunda-feira às 15h30 de Brasília, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, a Seleção Brasileira vai defender um tabu do técnico Dunga contra o Chile no Estádio Ellis Park, em Johannesburgo.

O treinador tem 100% de aproveitamento contra o rival sul-americano, que é o seu maior freguês. São cinco vitórias em cinco jogos, com 20 gols marcados e apenas três sofridos. A série invicta do Brasil contra o Chile tem mais três duelos antes de Dunga, totalizando sete triunfos e um empate.

Com Dunga no banco, a Seleção venceu as duas últimas partidas pelas Eliminatórias (3 a 0 em Santiago e 4 a 2 em Salvador), duas pela Copa América de 2007 (3 a 0 e 6 a 1), além de um amistoso pouco antes do torneio continental (4 a 0). Se vencer novamente na África do Sul, a Seleção encara Holanda ou Eslováquia nas quartas de final.

A expectativa é de jogo aberto entre brasileiros e chilenos. O time de Marcelo Bielsa, que atuou sempre com formação bastante ofensiva nos jogos da primeira fase do Mundial, promete manter o esquema diante da equipe número 1 do ranking da Fifa.

"É uma oportunidade atrativa para mudar a história. Amanhã será um jogo de tudo ou nada. A melhor maneira de defender é atacar, porque quando uma equipe tem a bola, compromete o rival", afirmou o técnico argentino na entrevista coletiva de domingo.

Algumas horas antes, Robinho tinha deixado claro que não esperava a mesma postura ofensiva do adversário no mata-mata. "Acho que eles vão jogar atrás, não acho que vão jogar na frente. Temos que tocar a bola rápido", afirmou o camisa 11, que já marcou sete gols em cinco jogos contra os chilenos.

Os brasileiros têm reclamado da retranca das equipes que enfrentaram até agora na Copa. Os três adversários da primeira fase - Coreia do Norte, Costa do Marfim e Portugal-, se preocuparam mais em se defender do que atacar o Brasil.

"Temos que achar nossa forma de jogar e surpreender o adversário naquilo que ele quer fazer. Hoje em dia não tem adversário fácil, temos que estar muito atentos", afirmou Dunga na entrevista concedida no Ellis Park.

O técnico ainda não sabe se poderá contar com Felipe Melo. O volante, que lesionou o tornozelo no empate contra Portugal, treinou no domingo, mas será reavaliado momentos antes da partida. Se não jogar, Josué deve ser o substituto.

Kaká e Robinho, que não atuaram em Durban na última sexta-feira, estão de volta ao time. O camisa 10 cumpriu suspensão automática pela expulsão diante da Costa do Marfim. Já o atacante, poupado após sentir um desconforto muscular, faz dupla de frente com Luís Fabiano.

Ficha Técnica:

Brasil: Júlio César, Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos; Josué (Felipe Melo), Gilberto Silva, Elano e Kaká; Robinho e Luís Fabiano. Técnico: Dunga

Chile: Bravo, Isla, Contreras, Jara e Vidal; Carmona, Millar e Fernandez; Sanchez, Suazo e Beausejour. Técnico: Marcelo Bielsa

Data: 28/06/2010
Horário: 20h30 (15h30 de Brasília)
Local: Estádio Ellis Park, em Johannesburgo
Árbitro: Howard Webb, auxiliado por Darren Cann e Michael Mullarkey, todos da Inglaterra

Copa 2010 no celular

Notícias, fotos, classificação, tabelas, artilheiros, estatísticas e curiosidades também estão no celular.
Acompanhe o minuto a minuto de todos os jogos do Mundial e escolha os melhores em campo.
Acesse: m.terra.com.br/copa
Baixe o aplicativo: m.terra.com.br/appcopa

Robinho tem excelente retrospecto contra o Chile, com sete gols em cinco jogos
Robinho tem excelente retrospecto contra o Chile, com sete gols em cinco jogos
Foto: EFE
Fonte: Terra
publicidade