0

Com show e erro de juiz, Alemanha "vinga" 1966 e goleia Inglaterra

27 jun 2010
12h49
atualizado às 16h44
  • separator
  • comentários

Com um grande futebol e um erro incrível da arbitragem, a Alemanha humilhou a Inglaterra com goleada por 4 a 1 e avançou confiante às quartas de final da Copa do Mundo, neste domingo, em Bloemfontein, no Free State Stadium. Gols de Thomas Müller (2), Klose e Podolski deram a vitória aos alemães, que ainda sentiram um gostinho de vingança relembrado a decisão entre os dois países em 1966.

» Veja fotos de Alemanha x Inglaterra
» Assista aos gols 3D de Alemanha x Inglaterra
» Dê a sua nota para os jogadores de Alemanha x Inglaterra

O trio de arbitragem comandado pelo uruguaio Jorge Larrionda, na primeira etapa, quando os alemães venciam por 2 a 1, anularam um gol incrivelmente legal marcado por Frank Lampard. Na jogada, a bola bateu no travessão e caiu dentro do gol de Neuer. Foi idêntico à decisão de 1966, em que um lance supostamente ilegal, já que não há imagem conclusiva, deu o título mundial à Inglaterra.

Independente da jogada, a Alemanha foi bastante superior ao longo do confronto, na alma, na técnica e na eficiência. Seguiu com seu estilo de jogo técnico, com trocas de passes envolventes e meio-campo leve. A Inglaterra teve pouca inspiração, salvo em momentos específicos da partida.

Com a eliminação, os ingleses seguem distantes da semifinal da Copa desde 1990, quando caíram diante da própria Alemanha na briga por um posto na final. Os alemães mantiveram uma sina: nunca perderam uma partida de oitavas no Mundial.

Próxima fase

Com a vitória, a Alemanha aguarda o vencedor do confronto entre Argentina e México, também disputado neste domingo. O duelo de quartas de final será na Cidade do Cabo, no próximo sábado, às 11h (de Brasília).

Se a Argentina vencer, os alemães revivem o duelo marcante também das quartas de final da última Copa. Na ocasião, o goleiro Jens Lehmann brilhou na disputa por pênaltis, mandando os argentinos de volta para casa. Pouco antes do Mundial, cabe lembrar, a seleção de Maradona bateu a Alemanha, em Munique, por 1 a 0.

O jogo

Joachim Löw e Fabio Capello não surpreenderam nas escalações para o duelo mais aguardado de oitavas de final. O treinador alemão repetiu a equipe que bateu Gana, apenas promovendo a volta de Miroslav Klose, que estava suspenso, no lugar do brasileiro Cacau - lesionado, ficou fora do banco. Capello manteve os 11 jogadores que conseguiram a primeira vitória inglesa, diante da Eslovênia, abdicando de Carragher na zaga.

Pois foi o desempenho defensivo o grande calcanhar de Aquiles da Inglaterra em um primeiro tempo dominador dos alemães. Já nos instantes iniciais, Özil entrou como quis na área inglesa e exigiu grande defesa de James.

Melhor em campo, a Alemanha jogava sem a posse de bola, mas sempre ameçando com um estilo vertical. Depois de tiro de meta batido por Neuer, Klose venceu Upson na raça e na força, batendo por baixo de James para abrir o marcador aos 20min.

A Inglaterra, apesar do gol sofrido, seguia pálida e sem inspiração em campo. Para uma Alemanha envolvente, um prato feito. Thomas Müller concedeu grande passe para Klose, que exigiu a segunda defesa importante de James no duelo. Em seguida, Klose se redimiria, iniciando jogada pela direita com lindo passe para Müller, que foi até a grande área e só serviu Podolski: aos 32min, 2 a 0 Alemanha.

Depois de sair atrás, a Inglaterra enfim criou a melhor oportunidade até então, com Lampard finalizando com perigo na pequena área. Em seguida, o inspirado Klose devolveu o susto. Depois de escanteio, girou sobre a marcação de Upson e bateu em cima de James.

Se a defesa inglesa vinha falhando, a Alemanha é que cochilou aos 37min. Gerrard acertou cruzamento venenoso, Boateng subiu atrasado e Upson acertou de cabeça dentro da rede.

O gol animou os ingleses e foi seguido pelo lance mais polêmico da Copa até agora. Repetindo 1966, quando a Inglaterra venceu o Mundial com gol aparentemente irregular sobre a Alemanha, Frank Lampard recolheu na entrada da pequena área e chutou por cima de Neuer - a bola bateu na trave e caiu nitidamente dentro do gol. Capello até chegou a comemorar, mas o uruguaio Jorge Larrionda mandou seguir.

Revoltados, os ingleses talvez se esqueceram da defesa e a Alemanha quase ampliou a vantagem em contra-ataque que terminou com finalização perigosíssima de Podolski passando ao lado da trave de James.

O segundo tempo se anunciava com uma possível reação inglesa e Lampard acertou a trave já no início em cobrança de falta. O lance, que poderia animar, foi praticamente a única boa iniciativa do time de Capello, que foi engolido pela Alemanha em contra-ataques mortais.

Em nova tentativa por cobrança de falta, a Inglaterra perdeu a bola na frente e Schweinsteiger recebeu passe pela esquerda, conduziu em velocidade, deixou um marcador para trás e só serviu Müller, que empurrou para o gol e fez amadurecer a vitória alemã.

Se o terceiro gol dificultava as coisas para a Inglaterra, as coisas ficaram ainda piores três minutos depois, aos 25min. Özil recebeu grande lançamento na esquerda, avançou sobre a marcação e só rolou para Müller fazer o quarto, fechando o caixão inglês em Bloemfontein.

FICHA TÉCNICA

Alemanha 4 x 1 Inglaterra

Gols
Alemanha: Klose, aos 20min, Podolski, aos 32min do 1º tempo e Müller, aos 22min, e Müller aos 25min do 2º tempo
Inglaterra: Upson, aos 37min do 1º tempo

Ponto Forte da Alemanha
Eficiência em campo, na defesa e no ataque

Ponto Forte da Inglaterra
Só jogou bem no fim do primeiro tempo

Ponto Fraco da Alemanha
Nenhum, só vacilou no gol inglês

Pontos Fraco da Inglaterra
Falta de pegada no meio e péssima atuação da defesa

Personagem do jogo
Thomas Müller, o melhor na vitória alemã

Esquema Tático da Alemanha
4-2-3-1
Neuer; Lahm, Mertesacker, Friedrich e Boateng; Khedira e Schweinsteiger; Müller (Trochowski), Özil (Kiessling) e Podolski; Klose (Gómez)
Técnico: Joachim Löw

Esquema Tático da Inglaterra
4-4-2
James; Glen Johnson (Wright-Phillips), Terry, Upson e Ashley Cole; Milner (Joe Cole), Lampard, Barry e Gerrard; Rooney e Defoe (Heskey)
Técnico: Fabio Capello

Cartões amarelos
Alemanha: Friedrich
Inglaterra: Glen Johnson

Árbitro
Jorge Larrionda (Uruguai)

Local
Free State Stadium, em Bloemfontein













Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade