2 eventos ao vivo

Contra Coreia do Norte, Seleção estreia e defende escrita de 32 anos

15 jun 2010
05h07
atualizado às 05h43
Allen Chahad
Fábio de Mello Castanho
Renato Pazikas
Direto de Johannesburgo

Quando entrar em campo nesta terça-feira às 20h30 (15h30 de Brasília), a Seleção Brasileira não estará apenas fazendo a estreia na Copa do Mundo de 2010. Os jogadores comandados por Dunga defendem, no gramado do Estádio Ellis Park, em Johannesburgo, uma escrita de 32 anos.

Desde 1978, no empate com a Suécia por 1 a 1, na Argentina, o Brasil começa a trajetória de um Mundial sempre com vitória. Nas últimas sete edições do torneio, foi assim. De 1982 até 2006, a Seleção venceu União Soviética, Espanha, Suécia, Rússia, Escócia, Turquia e Croácia, nessa ordem.

Um bom resultado na estreia é fundamental, já que os norte-coreanos são a equipe mais inexpressiva do Grupo G, na 105ª posição do ranking da Fifa e há sete jogos sem vencer. Os brasileiros terão ainda pela frente Costa do Marfim e Portugal.

"Na minha forma de pensar, as 32 seleções que estão aqui têm condições. Você tem que fazer valer dentro de campo. Os resultados até agora foram bons. Mas futebol não tem futuro ou passado, só presente", afirmou Dunga após o treino desta segunda-feira.

O treinador contará com o que tem de melhor para o inicio da caminhada rumo ao hexacampeonato. Com Júlio César e Kaká recuperados das lesões nas costas e na coxa, respectivamente, ele vai escalar o time considerado ideal para a Copa do Mundo.

O curioso é que os 11 titulares que vão enfrentar a Coreia do Norte nunca jogaram juntos. Desde que Michel Bastos, o mais recente a entrar no grupo, assumiu a lateral esquerda contra a Inglaterra, em novembro do ano passado, alguns dos preferidos de Dunga estiveram machucados ou foram poupados nos amistosos seguintes.

O jogo em questão contra os ingleses marcou o início de uma série de cinco vitórias da Seleção antes da Copa. Depois de superar o time europeu no Catar, a Seleção derrotou Omã, Irlanda, Zimbábue e Tanzânia.

A Coreia do Norte, equipe mais "fechada" da Copa, chega com a promessa de surpreender o Brasil e brigar de igual para igual. A disparidade entre as seleções é minimizada pelo técnico Kim Jong-Hun.

"Vamos entrar para jogar pelos três pontos. Temos jogadores no mesmo nível das outras seleções e estamos prontos para enfrentar o Brasil", disse.

Na África do Sul, o país fez mistério. Segurança reforçada, treinos fechados e poucas entrevistas. Mas pelo que seu viu no último amistoso, na derrota por 3 a 1 para a Nigéria, a seleção não tem muito futebol a esconder.

Como maior preocupação para os brasileiros, o camisa nove Jong Tae-Se, conhecido como "Rooney Asiático" e maior esperança na segunda participação do país em Copas. Na primeira, em 1966, campanha surpreendente com vitória sobre a Itália na primeira fase e eliminação nas quartas contra Portugal: 5 a 3 após abrir 3 a 0.

Ficha Técnica

Brasil: Júlio César, Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos; Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano e Kaká; Robinho e Luís Fabiano.
Técnico: Dunga

Coreia do Norte: Ri Myong-Guk; Pak Chol-Jin, Ri Jun-Il, Cha Jong-Hyok e Ji Yung-Nam; Ri Chol Myong, Pak Nam-Chol, Mun In-Guk e Pak Sung Hyok; Hong Yong-Jo e Jong Tae-Se.
Técnico: Kim Jong-Hun

Data: 15/06/2010
Horário: 20h30 (15h30 de Brasília)
Local: Estádio Ellis Park, em Johannesburgo
Arbitragem: Viktor Kassain, auxiliado por Gabor Eros e Tibor Vamos, todos da Hungria

Copa 2010 no celular

Notícias, fotos, classificação, tabelas, artilheiros, estatísticas e curiosidades também estão no celular.
Acompanhe o minuto a minuto de todos os jogos do Mundial e escolha os melhores em campo.
Acesse: m.terra.com.br/copa
Baixe o aplicativo: m.terra.com.br/appcopa
SMS: receba as noticias e os gols da Seleção no seu celular; envie COPA para 83772



Dunga faz sua estreia como treinador em Mundiais
Dunga faz sua estreia como treinador em Mundiais
Foto: AFP
Fonte: Terra
publicidade