0

"De novo, não", dizem os holandeses após a derrota para a Espanha

12 jul 2010
06h57
atualizado às 07h56
  • separator
  • comentários

A Holanda acordou com uma ressaca nesta segunda-feira, depois da derrota para a Espanha por 1 a 0, com gol na prorrogação, na final da Copa do Mundo da África do Sul, a terceira decisão perdida pelos holandeses.

A manchete "de novo, não" aparece na capa de alguns jornais, acima de fotos dos jogadores desolados depois do apito final. Há 36 anos, o algoz foi a Alemanha. Quatro anos depois, os argentinos foram os responsáveis pelo choro da Holanda, o que inclusive foi o título do Algemeen Dagbl : "Laranja em lágrimas".

A polícia ao redor do país informou que houve apenas pequenos distúrbios com brigas e fogos de artifícios depois da partida. Em Amsterdã, dezenas de torcedores acordaram nas plataformas da estação central de trem da cidade, depois de terem perdido as últimas composições para casa, usando bandeiras do país como cobertores.

Mais de 100 mil fãs acompanharam o jogo em telões na cidade, mas rapidamente dispersaram com o gol de Iniesta, que colocou um fim ao sonho de finalmente tirar o rótulo de equipe que sempre joga bem, porém sem vencer. Entre o lixo encontrado nesta manhã, muitas vuvuzelas laranjas.

Apesar do desapontamento, o país se orgulhou da campanha de uma nação de apenas 16 milhões de pessoas ter alcançado a final, eliminando no caminho os pentacampeões brasileiros, em uma partida que será lembrada como a melhor performance da equipe no Mundial.

"Lutaram como leões", diz a manchete do De Telegraaf , ao lado de uma foto de Robin van Persie e Arjen Robben com as mãos na cabeça, o último de joelhos no gramado. Uma parada pelos canais da cidade foi cancelada, mas o time do técnico Bert van Marwijk ainda deve receber uma calorosa recepção.

A chegada da delegação holandesa está prevista para a tarde desta segunda-feira (manhã no Brasil) em um voo fretado, com um caça F-16 fazendo a escolta da aeronave assim que esta entre no espaço aéreo do país.

Na terça-feira, os jogadores irão se encontrar com a rainha Beatriz na cidade de The Hague, antes de viajar para a capital Amsterdã para uma recepção na praça do Museu.

AP - The Associated Press. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser copiado, transmitido, reformado o redistribuido.

compartilhe

publicidade
publicidade