2 eventos ao vivo

Dunga confirma que Elano e Felipe Melo desfalcam o Brasil

28 jun 2010
14h16
atualizado às 14h34
Allen Chahad
Fábio de Mello Castanho
Renato Pazikas
Direto de Johannesburgo

O técnico Dunga confirmou a escalação da Seleção Brasileira com duas novidades para o duelo contra o Chile nesta segunda-feira, às 15h30 (de Brasília), em Johannesburgo. Felipe Melo, que sentiu lesão no empate sem gols com Portugal, dará lugar a Ramires, enquanto Daniel Alves substitui Elano, que tomou uma entrada contra a Costa do Marfim.

O camisa 5 sentiu o tornozelo no final do primeiro tempo da partida contra os portugueses, após falta dura do volante adversário Pepe. Os dois se estranharam no decorrer dos primeiros 45 minutos, e Melo chegou a receber amarelo, assim como o rival.

Já Elano sofreu uma pancada forte no confronto contra os marfinenses. Em dividida no campo de defesa brasileiro, o atleta foi atingido de forma desleal por Tioté, que não recebeu nem cartão. Júlio Baptista, que iniciou o duelo contra Portugal, também está fora, com dores no joelho esquerdo. Os três desfalques não estão relacionados no banco de reservas.

Kaká retorna à equipe depois de cumprir suspensão após a expulsão contra a Costa do Marfim. O camisa 10 recebeu o segundo cartão amarelo aos 42min do segundo tempo em um lance polêmico, quando deixou o cotovelo no peito de Keita, que simulou uma agressão no rosto. Robinho também está de volta, após ser poupado por um desconforto muscular.

O resto do time que inicia o jogo desta segunda é formado por Júlio César; Maicon, Juan, Lúcio e Michel Bastos; Gilberto Silva, Ramires, Daniel Alves e Kaká; Robinho e Luís Fabiano.

Por sua vez, o Chile está escalado com: Bravo; Isla, Fuentes, Contreras e Jara; Vidal, Carmona e Mark González; Sánchez, Suazo e Beausejour. Ponce e Medel cumprem suspensão por cartões amarelos, enquanto Estrada foi expulso contra a Espanha e também fica de fora.

O encontro desta segunda será o 66º da história do embate. Até agora, são 46 triunfos brasileiros, sete derrotas e 12 empates, com 152 gols a favor e 55 tomados. Na Era Dunga, são cinco confrontos e todos resultaram em vitória da Seleção.

Para avançar às quartas, os chilenos precisam quebrar um longo tabu de quase 10 anos sem ganhar do vizinho pentacampeão do mundo. O último triunfo foi no dia 15 de agosto de 2000, com gols de Estay, Zamorano e Salas, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa de 2002. Depois disso, foram nove jogos, com oito derrotas e um empate.

Quem vencer o duelo entre Brasil e Chile encara a Holanda, que eliminou a Eslováquia nesta segunda com uma vitória por 2 a 1, nas quartas de final. O jogo será realizado em Port Elizabeth, na próxima sexta-feira, 2 de julho, às 11h.

Copa 2010 no celular

Notícias, fotos, classificação, tabelas, artilheiros, estatísticas e curiosidades também estão no celular.
Acompanhe o minuto a minuto de todos os jogos do Mundial e escolha os melhores em campo.
Acesse: m.terra.com.br/copa
Baixe o aplicativo: m.terra.com.br/appcopa

Em coletiva de imprensa, técnico do Chile, Marcelo Bielsa, admite presença de espião chileno em treino da Seleção Brasileira
Em coletiva de imprensa, técnico do Chile, Marcelo Bielsa, admite presença de espião chileno em treino da Seleção Brasileira
Foto: AP
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade