1 evento ao vivo

Espanha enfrenta Honduras e "velhos fantasmas" em Mundiais

21 jun 2010
05h20
atualizado às 05h22

A derrota na partida de estreia da Copa do Mundo contra a Suíça colocou pressão na Espanha para vencer Honduras, que também perdeu no jogo inicial, e evitar mais uma decepção em Mundiais. As seleções jogam pela segunda rodada do Grupo H nesta segunda-feira, às 15h30 (de Brasília), no Estádio Ellis Park, em Johannesburgo.

Se uma surpresa de Honduras para cima dos atuais campeões europeus neste momento é considerada complicada, a seleção da América Central já aprontou para a Espanha na Copa de 1982. Sediando a competição, os europeus decepcionaram a torcida no dia 16 de junho, e empataram por 1 a 1 pela primeira rodada, no Mestalla, em Valencia.

Com fama de sempre falhar nas fases decisivas, a Espanha venceu a desconfiança e passou por adversários tradicionais como Itália e Alemanha, conquistando a Eurocopa de 2008. O título encheu de esperanças a torcida, mas a derrota para a Suíça na última quarta-feira voltou a preocupar os espanhóis.

O técnico Vicente Del Bosque tem uma dúvida para escalar a equipe para o jogo no Ellis Park. O meia Andrés Iniesta ainda se recupera de contusão sofrida contra a Suíça e pode ser substituído pelo atacante Fernando Torres, dando mais força ofensiva à seleção espanhola.

Pressionado depois de receber críticas do ex-técnico Luís Aragonés, Del Bosque afirmou que manterá o estilo de jogo da equipe. "Não vamos mudar muito do que tem sido nosso estilo de jogo, temos que estar mais pensativos na fase final. Esse equilíbrio permanente que existe na competição, vemos no dia a dia. A superioridade não é fácil, não se deixa espaços e temos que somar tudo para sermos superiores", explicou o treinador.

Possivelmente titular contra Honduras, Fernando Torres terá dificuldades para aguentar os 90 minutos, pois sempre atuou por poucos minutos nas partidas de preparação da seleção espanhola e contra a Suíça. "Não joguei e então não sei (se terei ritmo de jogo). Levo duas semanas treinando com os companheiros e estou tranquilo, esquecendo da lesão e em bom ritmo, para estar à disposição do técnico. O que ele decidir estará perfeito", afirmou o atacante.

Não são apenas os próprios "fantasmas" que atormentam a Espanha na África do Sul. Outras seleções favoritas, como Alemanha, França, Inglaterra e Itália também correm o risco de voltarem precocemente para a Europa. Um dos símbolos de garra da equipe, o zagueiro Puyol sabe o valor de uma vitória sobre Honduras nesta segunda-feira.

"É importantíssimo. Sabemos que é uma final e assim temos que sair com muita vontade e respeito, sendo consciente de que não será fácil. Mas estamos com vontade e confiança para fazer uma boa partida", explicou o companheiro de zaga de Piqué.

Para surpreender e não ser eliminada precocemente da segunda Copa do Mundo de sua história, Honduras quer atacar a Espanha e tentar surpreender o adversário, como explicou o lateral Mendonza.

"Acredito que devemos dar mais de nós. O jogador hondurenho tem muita qualidade e precisa aproveitá-la ao máximo. Por isso, tomei o atrevimento de pedir ao treinador que adiante mais as linhas e ataque com mais jogadores, ainda que entendo que não devemos esquecer a retaguarda. Não tomar gols sempre é importante", afirmou o atleta.

As duas seleções não somaram ponto na Copa do Mundo e precisam vencer no Ellis Park, além de ganhar na última rodada para manterem as chances de classificação às oitavas de final.

Copa 2010 no celular

Notícias, fotos, classificação, tabelas, artilheiros, estatísticas e curiosidades também estão no celular.
Acompanhe o minuto a minuto de todos os jogos do Mundial e escolha os melhores em campo.
Acesse: m.terra.com.br/copa
Baixe o aplicativo: m.terra.com.br/appcopa

Villa espera passar pela defesa de Honduras, o que não aconteceu contra os suíços
Villa espera passar pela defesa de Honduras, o que não aconteceu contra os suíços
Foto: Reuters
Fonte: Terra
publicidade