0

EUA contratam Morgan Freeman para brigar por Copa de 2018

11 jun 2010
13h44

Os Estados Unidos reforçaram nesta sexta-feira o desejo de sediarem a Copa do Mundo de 2018. O ator Morgan Freeman, que recentemente interpretou Nelson Mandela no filme "Invictus", aceitou o convite de ser um dos símbolos da candidatura americana para vencer a eleição pela competição - o país garantiu a tentativa de brigar pela competição em 2022 também.

"Eu vejo a força do esporte, particularmente do futebol. Eu me sinto honrado poder dar suporte aos Estados Unidos para trazer novamente uma Copa para o país", discursou o americano, vencedor do Oscar de melhor ator coadjuvante por sua atuação no filme "Menina de Ouro".

Para sediarem a Copa de 2018, os Estados Unidos brigarão com a Rússia, Inglaterra e duas candidaturas conjuntas: Espanha e Portugal e Holanda e Bélgica - que receberam a Eurocopa de 2000. Em contrapartida, em 2022, a Austrália surge como o primeiro postulante à disputa.

Sede do Mundial em 1994, os Estados Unidos pretendem utilizar personalidades de grande aceitação mundial. Somado a Morgan Freeman, o Comitê Organizador acertou também a contratação do ator Brad Pitt. A estratégia de colocar artistas extremamente conhecidos acabou ressaltada por Sunil Gulati, presidente da entidade que promove a candidatura.

"O Morgan é reconhecido mundialmente pela sua interpretação vitoriosa no cinema. É uma voz única", afirmou o presidente do Comitê Americano de Futebol.

Copa 2010 no celular

Notícias, fotos, classificação, tabelas, artilheiros, estatísticas e curiosidades também estão no celular.
Acompanhe o minuto a minuto de todos os jogos do Mundial e escolha os melhores em campo.
Acesse: m.terra.com.br/copa
Baixe o aplicativo: m.terra.com.br/appcopa
SMS: receba as noticias e os gols da Seleção no seu celular; envie COPA para 83772

Estados Unidos treinam na África; país terá pela frente países europeus na disputa pela sede de 2018
Estados Unidos treinam na África; país terá pela frente países europeus na disputa pela sede de 2018
Foto: AFP
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade