2 eventos ao vivo

Interpol detém mais de 5 mil envolvidos em apostas ilegais na Ásia

16 jul 2010
06h32
atualizado às 07h34

Mais de 5 mil pessoas foram detidas em quatro países asiáticos em uma operação conjunta desenvolvida durante a Copa do Mundo da África do Sul contra as redes ilegais de apostas de futebol. A notícia foi anunciada nesta sexta-feira pela Interpol.

A operação aconteceu durante o período de jogos do Mundial, entre 11 de junho e 11 de julho, na China (incluindo Hong Kong e Macau), Malásia, Cingapura e Tailândia. Ela conseguiu desmantelar 800 centros clandestinos de apostas que movimentavam mais de US$ 155 milhões (R$ 273 milhões) e confiscou quase US$ 10 milhões (R$ 17,6 milhões), destacou a Interpol por meio de um comunicado.

Os agentes que participaram também apreenderam carros, cartões bancários, computadores e telefones celulares. Todo o material vai ser analisado para determinar a possível participação de outros indivíduos ou de grupos criminosos, nesses ou em outros países.

A campanha é a terceira deste tipo realizada de forma conjunta, sendo coordenada pela unidade de drogas e organizações criminosas da Interpol em sua sede central em Lyon (leste da França) e por seu escritório em Bangcoc.

Nas três operações foram detidas quase 7 mil pessoas, e foram confiscados mais de US$ 26 milhões (R$ 45,8 milhões) em dinheiro. Além disso, foram fechadas estruturas ilegais de apostas que movimentaram mais de US$ 2 bilhões (R$ 3,5 bilhões).

Partidas da Copa do Mundo foram alvo de apostas ilegais na Ásia
Partidas da Copa do Mundo foram alvo de apostas ilegais na Ásia
Foto: Reuters
EFE   
publicidade