0

Robinho promete dancinhas em Seleção "cintura dura"

1 jun 2010
08h23
atualizado às 09h41
Renato Pazikas
Direto de Johannesburgo

Marca registrada do Santos em 2010, a dancinha para comemorar os gols está prestes a virar oficial também na Seleção Brasileira. Essa é a intenção de Robinho, que pretende ignorar a "cintura dura" de Luís Fabiano e Kaká e levar os companheiros a se mexer na Copa do Mundo depois de balançar as redes.

"Quando mais dancinhas a gente fizer, é sinal de gols. Mas tem muito cintura dura aqui: o Kaká, o Fabuloso (Luís Fabiano). Vamos ver se eles melhoram", brincou Robinho.

Da África do Sul, o atacante viu a derrota do Santos para o Corinthians por 4 a 2, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro. Na comemoração do terceiro gol corintiano, os jogadores alvinegros fizeram uma dança simulando uma pescaria, fato que incomodou o atleta do Santos.

"Não gostei nem um pouco, mas faz parte. Temos que aceitar, a gente faz quando faz gol, então tem que aceitar. Os corintianos não fizeram para menosprezar, e o Andrés (Sanchez, presidente do Corinthians e chefe da delegação brasileira na Copa do Mundo) ficou enchendo o meu saco na concentração", disse Robinho nesta terça-feira, durante entrevista coletiva, em Johannesburgo.

Os corintianos tinham o Santos "engasgado" desde a derrota no Campeonato Paulista, por 2 a 1, na Vila Belmiro. Por isso, aproveitaram a vitória para se vingar do rival com a marca registrada dos "Meninos da Vila", que, a cada gol marcado, comemoram dançando.

Robinho promete ensinar "dancinhas" na Seleção
Terra

compartilhe

publicidade
publicidade