0

Seleção quer manter "calor" da torcida na chegada à Tanzânia

5 jun 2010
18h51
atualizado em 6/6/2010 às 19h30
Allen Chahad
Direto de Dar es Salaam (Tanzânia)

Em tempos de Seleção Brasileira com maior "privacidade", como define o próprio técnico Dunga, uma das raras chances de contato dos torcedores é nos deslocamentos para os amistosos. A próxima oportunidade dos fãs dos craques brasileiros será na chegada ao Movenpick Royal Palm Hotel, em Dar es Salaam, capital financeira e principal cidade da Tanzânia - prevista para as 23h deste domingo (17h de Brasília).

O administrador da CBF, Guilherme Ribeiro, chegou no início da noite deste sábado a Dar es Salaam. Como de praxe, ele viajou antes da delegação para fazer a inspeção de toda a logística. Esta será a última viagem da Seleção até o último jogo da primeira fase da Copa do Mundo da África do Sul, contra Portugal, em Durban, no dia 25 - isso porque os dois primeiros jogos no Mundial, contra Coreia do Norte e Costa do Marfim, serão em Johannesburgo, onde a equipe já está concentrada.

Mesmo depois da histeria causada na chegada ao hotel em Zimbábue, na última terça-feira, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pretende manter o esquema. Depois de desembarcar do voo fretado, os jogadores subirão ainda dentro da pista do aeroporto de Dar es Salaam em um ônibus que seguirá direto para a o hotel. Lá, os jogadores deverão encontrar fãs e curiosos no saguão antes de subir para os quartos.

Em Harare, capital do Zimbábue, a rápida passagem dos jogadores na chegada causou grande movimentação no lobby do hotel. Os cerca de 250 torcedores presentes puderam inclusive tocar em seus ídolos. O cordão de isolamento foi desfeito e os jogadores acabaram encurralados enquanto aguardavam a chegada dos elevadores. Teve até empurra-empurra na tentativa de chegar perto dos astros.

A proximidade do "calor" da torcida foi atípica. Desde que os jogadores se apresentaram para a preparação para a Copa, no dia 21 de maio, em Curitiba, o tom é de isolamento. Na capital paranaense, os fãs de plantão puderam entrar duas vezes para acompanhar de perto em seis dias de estadia. Em Johannesburgo, a Seleção cumpriu a exigência da Fifa de fazer um treino aberto ao público na última quinta-feira, quando foi ao estádio Dobsonville, em Soweto.

Com portões fechados, a Seleção ainda treinará neste sábado em Johannesburgo, na Hoerskool Randburg, às 10h. Depois, embarcará às 14h para Dar es Salaam, onde ficará menos de 24 horas no total. O amistoso será às 12h de segunda-feira, no Benjamin Mpaka National Stadium. A volta para a África do Sul será no mesmo dia.

Depois dos 3 a 0 sobre o Zimbábue, Dunga terá mais uma chance de dar ritmo de jogo ao time titular. O goleiro Júlio César, que saiu ainda no primeiro tempo do primeiro jogo-treino com dores nas costas, é dúvida. Treinou separado neste sábado, enquanto Gomes ocupou a vaga no coletivo. O lateral esquerdo Michel Bastos, que levou um susto ao sofrer uma torção leve no tornozelo direito no dia anterior, participou normalmente.

Se não houver nenhuma surpresa, o Brasil estreará no Mundial no dia 15, contra a Coreia do Norte, com Júlio César; Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos; Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano e Kaká; Robinho e Luís Fabiano.

Copa 2010 no celular

Notícias, fotos, classificação, tabelas, artilheiros, estatísticas e curiosidades também estão no celular.
Acompanhe o minuto a minuto de todos os jogos do Mundial e escolha os melhores em campo.
Acesse: m.terra.com.br/copa
Baixe o aplicativo: m.terra.com.br/appcopa

Ainda calmo, saguão do Movenpick Royal Palm Hotel deverá receber curiosos na chegada da Seleção
Ainda calmo, saguão do Movenpick Royal Palm Hotel deverá receber curiosos na chegada da Seleção
Foto: Allen Chahad / Terra
Fonte: Terra
publicidade