0

Tevez brilha, arbitragem ajuda e Argentina elimina "freguês" México

27 jun 2010
17h21
atualizado às 19h46
  • separator
  • comentários
Fábio de Mello Castanho
César Juárez Caudillo
Reinaldo Marques (fotos)
Direto de Johannesburgo

Assim como em 2006, a Argentina venceu o México nas oitavas de final na Copa do Mundo e vai encarar a Alemanha nas quartas. O ex-corintiano Tevez teve ótima atuação na vitória deste domingo por 3 a 1, no Estádio Soccer City, em Johannesburgo, e marcou dois gols bem diferentes - o primeiro, irregular, em clara posição de impedimento, e o segundo em um chute espetacular de fora da área. Higuaín fez o outro gol argentino após erro clamoroso do zagueiro Osorio, e o garoto Hernández diminuiu para os mexicanos.

» Veja fotos de Argentina x México
» Assista aos gols 3D de Argentina x México
» Dê a sua nota para os jogadores de Argentina x México

A Argentina não vencia um jogo eliminatório de Copa do Mundo em 90 minutos desde 1990, quando despachou o Brasil nas oitavas de final por 1 a 0. Já o México caiu nas oitavas pelo quinto Mundial consecutivo.

Com o embate diante da Alemanha (marcado para o próximo sábado, dia 3 de julho, na Cidade do Cabo), o time de Diego Maradona vai reeditar o caminho da Copa de 2006. Há quatro anos, foram os alemães quem levaram a melhor nos pênaltis, após empate por 1 a 1 no tempo normal.

As duas equipes tiveram pequenas surpresas em suas escalações iniciais neste domingo. Do lado argentino, Maradona preferiu Maxi Rodríguez no meio de campo, deixando o experiente Verón no banco de reservas. O técnico mexicano Javier Aguirre também barrou jogadores veteranos: os atacantes Blanco e Guille Franco deram lugar a Bautista e Javier Hernández entre os titulares.

Logo nos primeiros minutos, Messi pareceu querer jogo. Movimentando-se por todo o campo, o camisa 10 tentou a primeira jogada individual aos 7min, mas foi travado pela zaga na hora do chute. O México respondeu no lance seguinte, em chute de longe de Salcido que o goleiro Romero espalmou de forma estabanada - a bola ainda tocou no travessão.

Aos 8min, Guardado soltou outra bomba de fora da área, que passou muito perto do gol argentino. A equipe sul-americana passou a tocar a bola, para diminuir o ritmo acelerado que os mexicanos tentavam impor ao jogo. Aos 12min, Messi tentou encobrir o goleiro Pérez (que tem 1,72 m) de fora da área, mas o camisa 1 fez a defesa.

Tendo apenas Mascherano na proteção à defesa, a Argentina mantinha a posse de bola, mas enfrentava problemas quando o México atacava. Mesmo assim, foram os comandados de Maradona abriram o placar - ainda que com um gol irregular. Aos 25min, Messi tentou uma enfiada de bola para Tevez, que foi abafado pelo goleiro Pérez; a bola voltou para Messi e o meia-atacante alçou a bola novamente para Tevez, cerca de um metro impedido, cabecear para as redes.

Os jogadores do México reclamaram muito e o auxiliar fez menção de voltar atrás e anular o lance, depois que as imagens mostrando o claro impedimento de Tevez foram exibidas no telão. Porém, após ser pressionado por ambos os times, o árbitro italiano Roberto Rosetti validou o gol.

O time mexicano pareceu ter se desestabilizado com o erro grosseiro da arbitragem, e entregou de presente o segundo gol aos 32min. Com a bola dominada na defesa, o zagueiro Osorio tocou no pé de Higuaín, que só precisou driblar Pérez e tocar para o gol vazio para ampliar a vantagem.

Salcido quase diminuiu o prejuízo ao arriscar de longe e complicar de novo a vida de Romero, mas a Argentina tinha o controle do jogo. Aos 36min, Higuaín tocou de calcanhar para Di María, que invadiu a área e bateu cruzado, obrigando Pérez a ótima defesa; Tevez pegou o rebote e girou, mas foi bloqueado ao tentar finalizar. Na saída para o intervalo, houve confusão entre os dois times, que precisaram ser separados antes de descer para os vestiários.

O México sofreu outro duro golpe logo aos 7min da segunda etapa. Tevez tentou passe pelo meio e foi travado, mas a bola voltou para o próprio camisa 11, que soltou um foguete de fora da área no ângulo de Pérez para fazer o terceiro. Golaço.

A seleção mexicana se lançou ao ataque para tentar reverter a desvantagem. Aos 15min, Barrera fez grande jogada pela esquerda, passando por Otamendi e Maxi Rodríguez, mas errou na hora de concluir. Depois, Guardado bateu forte de longe, para fora. Salcido voltou a arriscar de fora da área, exigindo nova defesa de Romero.

Aos 23min, Tevez, o nome do jogo, deu lugar a Verón e saiu aplaudido de pé pela torcida argentina presente ao Soccer City. O México quase diminuiu logo em seguida, mas Heinze salvou em cima da linha a cabeçada de Barrera. Aos 26min, não teve jeito: Javier Hernández recebeu na área, girou sobre Demichelis e encheu o pé esquerdo para estufar as redes e dar esperança aos mexicanos. Porém, o placar não foi mais alterado até o apito final.

FICHA TÉCNICA

Argentina 3 x 1 México

Gols
Argentina: Tevez, aos 25min, e Higuaín, aos 32min do 1º tempo; Tevez, aos 7min do 2º tempo
México: Hernández, aos 26min do 2º tempo

Ponto Forte da Argentina
Movimentação constante de Tevez e Higuaín no ataque

Ponto Forte do México
Pressão nos minutos finais, usando Barrera e Giovani dos Santos pelas pontas

Ponto Fraco da Argentina
Falta de proteção à defesa, que ficou desguarnecida em alguns momentos

Ponto Fraco do México
Erros de finalização no começo do jogo e desatenção da defesa

Personagem do jogo
Tevez, que fez um gol impedido e marcou outro em uma bomba de longe

Lance polêmico
Tevez estava claramente impedido ao fazer o primeiro gol argentino, sem nenhum adversário entre ele e a linha de fundo

Esquema Tático da Argentina
4-1-3-2
Romero; Otamendi, Demichelis, Burdisso e Heinze; Mascherano; Maxi Rodríguez (Pastore), Messi e Di María (Jonás Gutiérrez); Tevez (Verón) e Higuaín. Técnico: Diego Maradona

Esquema Tático do México
4-2-3-1
Pérez; Juárez, Osorio, Rodríguez e Salcido; Rafa Márquez e Torrado; Giovani dos Santos, Bautista (Barrera) e Guardado (Franco); Hernández. Técnico: Javier Aguirre

Cartões amarelos
México: Rafa Márquez

Árbitro
Roberto Rosetti (ITA)

Local
Estádio Soccer City, Johannesburgo










Terra

compartilhe

publicidade
publicidade