0

Torcida espanhola toma Madri e recebe campeões como heróis

12 jul 2010
18h19
atualizado em 13/7/2010 às 02h50
  • separator
  • comentários

Depois de uma maratona de compromissos nesta segunda-feira, a seleção espanhola, campeã da Copa do Mundo, pôde comemorar com sua torcida em Madri. Uma festa enorme, que reuniu milhares de pessoas nas ruas da capital, recepcionou os jogadores e membros da comissão técnica.

Antes de receber a equipe às 23h30 (horário de Madri) aos gritos de "campeões", a torcida lotou o palco para assistir a atrações musicais durante todo o dia. Com a chegada dos jogadores, o clima de alegria ganhou ainda mais força. Eufóricos, todos disputaram o microfone para entoarem músicas espanholas e prestar homenagens.

O capitão da equipe, Iker Casillas, mais uma vez manifestou sua emoção. "Só posso dizer que me alegro em estar aqui com vocês. Realizamos um sonho que temos desde pequenos", exaltou, logo embalado pelo herói do título, o autor do gol da vitória na final, Iniesta. "Graças ao povo, fomos campeões. Quero dizer que temos de nos orgulhar desse grupo. Viva a Espanha e viva Fuentealbilla (cidade onde nasceu)".

O artilheiro espanhol David Villa levou a multidão ao delírio com seu discurso, proferido com um largo sorriso no rosto. "Isto prova que todo nosso esforço valeu a pena por tudo o que estamos vendo aqui hoje. Vamos aproveitar o que merecemos. Viva a Espanha, viva o futebol e somos os melhores".

Maratona com a taça

A seleção desembarcou em Madri no começo da tarde, teve um breve intervalo para almoçar, depois se dirigiu ao Palácio Real, onde foi recebida pela família real, e depois pelo primeiro-ministro do país, José Luis Rodríguez Zapatero, na sede do Governo.

O trajeto até a Puente del Rey, onde foi realizado o evento, foi feito em um ônibus aberto durante mais de três horas, acompanhado por milhares de madrilenos. Com uma bandeira espanhola pintada com um touro na frente do ônibus, os jogadores dividiram a sua alegria com o público e com a taça da Copa do Mundo no alto, que passou de mão em mão entre os jogadores.

De cima de um dos ônibus, o atacante Fernando Torres exibia um broche com o escudo do Atlético de Madrid, seu ex-clube. David Villa e Juan Mata lembraram sua origem asturiana com bandeiras locais, assim como Raúl Albiol com a de Valência.

Fernando Llorente e Javi Martínez desfraldaram a bandeira do Athletic de Bilbao, enquanto Joan Capdevila e Cesc Fábregas deram um toque bem-humorado à festa com perucas vermelhas e amarelas.

A Espanha se sagrou campeã do mundo ao vencer a Holanda, neste domingo, por 1 a 0. O gol do título saiu do pé direito de Iniesta, nos minutos finais da prorrogação. Assim, o time de comandado por Vicente Del Bosque conquistou a Copa do Mundo pela primeira vez para o país.

Artilheiro do time, David Villa, discursa para os milhares de fãs presentes na festa
Artilheiro do time, David Villa, discursa para os milhares de fãs presentes na festa
Foto: EFE
Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade