PUBLICIDADE

Januzaj encerra novela e escolhe jogar pela Bélgica

23 abr 2014 - 14h25
(atualizado em 31/5/2014 às 12h01)
Ver comentários
Publicidade
<p>Jovem revelação do Manchester United, Adnan Januzaj reforçará a boa seleção belga</p>
Jovem revelação do Manchester United, Adnan Januzaj reforçará a boa seleção belga
Foto: Getty Images

O jovem Adnan Januzaj, atacante de 19 anos do Manchester United, finalmente fez a sua escolha. Nascido na Bélgica, mas com a possibilidade de atuar por outras cinco seleções por causa de suas origens, o jogador optou por defender as cores de seu país-natal, tendo chances, inclusive, de disputar a Copa do Mundo de 2014. A informação foi confirmada nesta quarta-feira pelo treinador do selecionado belga, Marc Wilmots.

Através de sua conta no Twitter, o comandante da cabeça de chave do Grupo H do Mundial deu a notícia, sem esconder a exaltação. “Recebi a confirmação oficial: Adnan Januzaj defenderá a seleção belga pelo resto de sua carreira! Esta é uma ótima notícia, e eu estou muito contente de ter um jogador tão talentoso como opção para selecionar”, escreveu.

Com a confirmação, Januzaj encerra uma das maiores "novelas” do futebol europeu nos últimos tempos. Nascido na Bélgica, o jovem de 19 anos possui, também, origem kosovar e albanesa, além de ter parentes espalhados por outros países, como Sérvia e Turquia, por exemplo. Assim, tinha a possibilidade legal de atuar por pelo menos seis seleções em sua carreira.

Além da Bélgica, seu país de origem, Inglaterra – nação que o revelou para o futebol mundial nesta temporada, no Manchester United -, Albânia, Sérvia, Turquia e Croácia poderiam contar com o futebol do atacante.

Ele, entretanto, optou por defender a seleção que virá cheia de expectativas à Copa do Mundo de 2014. De volta à principal competição de futebol do planeta após 12 anos, a Bélgica de Marc Wilmots tem uma excelente safra de jogadores e mostrou competência ao se classificar diretamente nas Eliminatórias Europeias.

Januzaj ainda terá boas chances de cavar um lugar na lista final do treinador para o Mundial. Além de ser considerado um dos principais jovens valores do futebol europeu, ele não terá a concorrência do até então atacante titular Christian Benteke, do Aston Villa, que rompeu o tendão de Aquiles durante treinamento do Aston Villa no início do mês e está fora do torneio.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade