Copa Nordeste

publicidade
21 de janeiro de 2013 • 16h59 • atualizado às 17h00

Gol pelo Santa Cruz "representa um recomeço", afirma Philco

Philco precisou passar por período de testes no Arruda, mas já estreou marcando pelo Santa Cruz
Foto: Jamil Gomes/Santa Cruz / Divulgação
  • Direto do Recife
 

Nascido em Igarassu, cidade da Região metropolitana do Recife, o atacante Philco saiu de Pernambucano com apenas 13 anos e começou sua carreira nas categorias de base do Atlético-PR. Não teve muita sorte no Paraná, chegou a tentar a Europa e agora busca recomeçar a carreira no seu Estado. Depois de passar dezembro em uma temporada de testes no Arruda, o jogador foi aprovado pelo treinador Marcelo Martelotte e, com dois minutos de jogo na sua estreia, fez a felicidade da torcida do Santa Cruz, diante do CRB, pela Copa do Nordeste.

“Foi muito boa a sensação de, no primeiro toque, conseguir colocar a bola na rede. E é bom assim, porque, querendo ou não, estava aquela cobrança dos dois artilheiros que passaram por aqui e deu aquela tranquilidade para fazer a partida bem”, comemorou o atleta após o jogo, lembrando dos centroavantes Gilberto e Dênis Marques. Bicampeão pernambucano, o Santa Cruz teve nesses dois jogadores os principais destaques das suas campanhas em 2011 e 2012 e ainda tenta acertar com o experiente atacante a renovação do seu contrato.

O gol saiu depois de uma bola levantada pelo meio-campista Renatinho na esquerda. Os zagueiros do CRB subiram para cortar de cabeça, mas não conseguiram chegar na bola, que sobrou para Philco ajeitar e bater de bico. Ele comemorou bastante sua estreia e o gol que marcam um reinício na carreira que se iniciou há 10 anos, no Atlético-PR, e que teve uma mudança grande depois que o jogador deixou o Braga (Portugal). O atleta passou por Portimonense, Figueirense, Pelotas e acabou vindo jogar em times do interior pernambucano: Belo Jardim e Cabense.

“Esse gol representa um recomeço. Eu passei por equipes grandes e acabei tendo contratempos e voltar para o Santa Cruz, que é um time grande, é um recomeço”, garantiu.

Sobre a possibilidade de jogar com o maior ídolo da torcida tricolor nos últimos tempos, ele admite “jogar com jogador inteligente é sempre fácil”. “A gente não pode nem se expressar sobre o Dênis (Marques) porque ele ainda não foi contratado, mas lógico que é sempre bom jogar ao lado de jogador bom e se torna fácil. Mas eu confio nos meus companheiros e no grupo que a gente tem aqui e creio que vamos fazer muito pelo Santa ainda”, disse.

Na próxima quarta-feira, às 21h15 (22h15 de Brasília), novamente o Santa Cruz entra em campo pela Copa do Nordeste para enfrentar o Campinense, em Campina Grande.Será mais uma chance de Philco mostrar que tem condições de ser titular do time do Arruda.

Baixe gratuitamente o aplicativo Sigo meu Time e acompanhe seu time do coração

Brisa Comunicação e Arte - Especial para o Terra