Apadrinhado por Harlei, herói do Goiás prega "olho no olho"

Dassler Marques
Direto de São Paulo
atualizado às 23h03
  • separator
  •  
  • comentários

Herói da classificação do Goiás à semifinal, o goleiro Paulo Henrique repetiu a dose nesta terça-feira. Dose repetida e multiplicada por quatro, na verdade. Diante do favorito Bahia, dono da melhor campanha, ele parou quatro cobranças de pênalti - duas durante o jogo, duas no desempate - e se declarou abençoado por colocar a equipe na decisão da Copa São Paulo. Paulinho, como é chamado pelos colegas, já treina entre os profissionais e conta com o apoio de Harlei, ídolo goiano.

 Foto: Bruno Santos / Terra
"Fui feliz em acertar todos os cantos", disse Paulo Henrique, com muitos elogios ao veterano Harlei
Foto: Bruno Santos / Terra

"O Harlei é um cara nota mil, um excelente profissional e gente boa demais. Ele que me deu essa chuteira. Ele me dá tudo, é sensacional e o maior goleiro do Goiás. Todo mundo é fã dele", disse um emocionado Paulo Henrique na saída do gramado do Estádio Nicolau Alayon.

A partida terminou empatada por 1 a 1, mas nas penalidades o Goiás fez 3 a 0. Dois pênaltis foram defendidos por Paulo Henrique e o outro ficou no travessão. Ele dá a receita do sucesso. "Ali é olho no olho. Você espera e vai decidir. Eu espero e vou. Fui feliz em acertar todos os cantos", disse o herói do Goiás.

Com 18 anos, ele chegou ao clube em 2004 e se notabilizou como um dos destaques da geração. Diante do São Paulo nas quartas de final, Paulo Henrique parou a cobrança do meio-campista Mirray, a última da série no domingo. Somada a defesa do jogo anterior às cinco batidas desta terça, são seis pênaltis que não entraram.

"Não! Não, nunca vi nada igual", definiu o treinador Augusto, que foi lateral esquerdo da Portuguesa, do Corinthians e do próprio Goiás nos anos 90. "Ele pegou contra o São Paulo, pegou dois durante o jogo e agora vamos para a final nos pênaltis. Eu nunca vi um jogo ir para os pênaltis e o goleiro não levar gol. O Paulo é sim um dos nossos destaques, um grande jogador e com muita qualidade. E é muito bom garoto", ressaltou.

Na final da Copa São Paulo pela primeira vez na história, o Goiás irá enfrentar o Santos próxima sexta, no Pacaembu. Os santistas derrotaram o Palmeiras por 3 a 2 na outra semifinal, nesta terça-feira, na Arena Barueri.

Terra

compartilhe

comente

  •  
  • comentários
publicidade
publicidade