Copa São Paulo

publicidade
22 de janeiro de 2013 • 18h10 • atualizado em 22 de Janeiro de 2013 às 23h00

Goleiro defende 4 pênaltis e coloca Goiás na final da Copa SP

Com grande atuação de goleiro Paulo Henrique, Goiás avançou à decisão da Copa SP 2013
Foto: Bruno Santos / Terra
  • Direto de São Paulo
 

O Goiás é o primeiro finalista da Copa São Paulo de futebol júnior. Nesta terça-feira, no Estádio Nicolau Alayon, em São Paulo, o time esmeraldino derrotou o Bahia nos pênaltis por 3 a 0, depois de empate por 1 a 1 no tempo regulamentar. O herói do jogo foi o goleiro Paulo Henrique, que defendeu quatro cobranças de pênalti na partida – duas no tempo regulamentar, duas na série decisiva.

Classificado para a decisão, o time goiano - primeiro representante do estado em uma final do torneio - enfrentará o Santos, que derrotou o Palmeiras na outra semifinal por 3 a 2, na Arena Barueri. A decisão da competição acontece na sexta-feira.

O Bahia abriu o placar aos 12min do primeiro tempo, em falta cobrada na área que Matheus mandou na trave – na sobra, o próprio atacante mandou para o gol. No entanto, o Goiás quase conseguiu empatar aos 23min, em passe de Liniker que Erick recebeu na área e acertou na trave do goleiro Renan. Exigido, o camisa 1 do Bahia quase levou o gol esmeraldino aos 30min, em rebote que Erick mandou para as redes – a arbitragem, porém, assinalou impedimento.

De tanto insistir, o time goiano finalmente chegou aos 1 a 1, ainda no primeiro tempo: aos 41min, Jarlan cruzou da direita, Maracás não afastou e Erick, enfim, marcou seu oitavo gol na competição. Porém, logo aos 6min do segundo tempo, o Goiás perdeu o zagueiro Yago, que recebeu o segundo cartão amarelo após falta em Ryder. Pior: o mesmo Ryder foi derrubado por Liniker na área aos 17min – pênalti.

Aí, começou a brilhar a estrela de Paulo Henrique. Primeiro, Raylan cobrou no canto direito, e o goleiro defendeu, mas a arbitragem assinalou invasão de área e mandou voltar a cobrança. Aí, Raylan bateu no outro canto e o camisa 1 também defendeu, evitando o segundo gol baiano. Na resposta, aos 31min, Liniker arriscou um chute de longe, que Renan ainda desviou antes que a bola explodisse no travessão.

Na série decisiva, Paulo Henrique voltou a brilhar. O Bahia abriu a série, mas o goleiro defendeu as cobranças de Caio César e Ryder – do lado goiano, Liniker e André Júnior marcaram. Na terceira série de cobranças, Zé Roberto bateu no travessão e Murilo converteu, assegurando a classificação goiana.

A decisão da competição contra o Santos acontece no Estádio do Pacaembu. Como de costume, os finalistas medirão forças em 25 de janeiro, aniversário da cidade de São Paulo.

Terra Terra