0

Com time misto, Palmeiras joga mal e é eliminado pelo Millonarios

24 out 2012
00h38
atualizado às 01h21

Focado na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras demonstrou pouca vontade e futebol para seguir na disputa da Copa Sul-Americana, nesta terça-feira. O time paulista foi atropelado pelo Millonarios e perdeu por 3 a 0, resultado que acabou com a vantagem conquistada em casa, após a vitória por 3 a 1. Gilson Kleina poupou alguns titulares, como Henrique, Maurício Ramos e Marcos Assunção, e dessa forma a atuação foi uma das piores da temporada.

» Veja como foi Millonarios 3 x 0 Palmeiras

Com a vitória, o Millonarios avançou para as quartas de final e vai esperar o vencedor do confronto entre Grêmio e Barcelona de Guayaquil - o primeiro jogo entre eles, no Equador, terminou 1 a 0 para a equipe gaúcha. Já o Palmeiras poderá se concentrar apenas na luta contra o rebaixamento e vai enfrentar o Internacional no próximo sábado, em Porto Alegre, pelo Brasileiro.

Com poucas opções disponíveis e disposto a poupar a maioria dos jogadores para o Campeonato Brasileiro, Gilson Kleina escalou um Palmeiras ousado: Márcio Araújo foi o único volante de origem a começar no jogo, em um time que tinha três meias (Tiago Real pela direita, Daniel Carvalho no centro e Patrik pela esquerda) e mais dois atacantes (Mazinho e Barcos). Mas nada disso funcionou, já que a equipe foi dominada pelo Millonarios desde o começo.

Já aos 2min Cosme ganhou disputa com a defesa do Palmeiras, entrou na área e chutou por cima do gol. Outra boa chance surgiu em seguida, quando Rentería foi lançado sozinho, mas errou feio ao tentar fazer o passe. Assustado, o time paulista demorou para finalizar e ainda viu o Millonarios reclamar de um pênalti não marcado aos 19min e perder grande chance com Cosme, um minuto depois.

O massacre continuou, já que o Palmeiras não mostrou qualquer sinal de evolução. Dois chutes de fora da área assustaram o time paulista: aos 25min, Otálvaro chutou cruzado, de fora da área, e fez a bola raspar a trave. Já aos 27min o chute foi de Candelo, mas Bruno se esticou e defendeu. Mas aos 34min não teve jeito: em jogada bem trabalhada pelos colombianos, Rentería fez um corta-luz, e Ortiz marcou o primeiro gol do jogo.

Apesar da pressão ter continuado no fim do primeiro tempo, o prejuízo do Palmeiras ficou apenas no 1 a 0 até o intervalo. Com Luan no lugar de Mazinho, o time paulista não melhorou, e Gilson Kleina ainda tentou trocar Daniel Carvalho por Obina. Nada resolveu, já que Leandro Amaro cometeu um erro fatal aos 14min. Ele cometeu pênalti em Ortiz, e Rentería converteu a cobrança logo depois.

Como esse resultado de fato eliminaria o Palmeiras, finalmente houve uma evolução no futebol do time. Aos 24min, Luan avançou livre pela esquerda, mas chutou fraco demais. Logo depois, foi a vez de Barcos driblar na área e chutar forte, mas Delgado espalmou. No escanteio Thiago Heleno quase marcou após desvio na defesa adversária, mas a defesa afastou quase em cima da linha.

Porém, qualquer reação alviverde foi brecada na sequência, aos 31min, quando Candelo achou Ochoa completamente livre na área. Ele dominou a bola e fuzilou sem chances para o goleiro Bruno. O gol irritou os palmeirenses, que passaram a arrumar confusão em campo. Betinho, que entrou no lugar de Patrik aos 34min, foi expulso seis minutos depois, após receber dois cartões amarelos. Ainda houve tempo para Rentería chutar uma bola no travessão e por pouco o vexame do Palmeiras não foi ainda maior.

Ficha técnica

MILLONARIOS 3 x 0 PALMEIRAS

Gols
MILLONARIOS:
Ortiz, aos 34min do 1º tempo; Rentería, aos 15min do 2º tempo; Ochoa, aos 31min do 2º tempo

MILLONARIOS: Luis Delgado; Lewis Ochoa, Román Torres, Pedro Franco, Járol Martínez, Mayer Candelo (Vázquez), Hárrison Otálvaro (Robayo), Juan Esteban Ortiz, Jhonny Ramírez, Wilberto Cosme (Blanco) e Wason Rentería
Treinador: Hernán Torres

PALMEIRAS:Bruno; Artur, Thiago Heleno, Leandro Amaro e Juninho; Márcio Araújo, Patrik (Betinho), Tiago Real e Daniel Carvalho (Obina); Mazinho (Luan) e Barcos
Treinador: Gilson Kleina

Cartões amarelos
MILLONARIOS: Román Torres e Vázquez
PALMEIRAS: Patrik e Luan

Cartão vermelho
PALMEIRAS: Betinho

Árbitro
Victor Hugo Carrillo Casanova

Local
Estádio El Campín, em Bogotá (COL)



Rentería marcou de pênalti o segundo gol do Millonarios
Rentería marcou de pênalti o segundo gol do Millonarios
Foto: AP
Fonte: Terra
publicidade