Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Copa 2006
Segunda, 12 de junho de 2006, 11h20 
Coréia do Sul enfrenta Togo sonhando com 2002
 
 Últimas de Copa 2006
» Ausência de Tevez incomoda torcedores argentinos
» De folga com hora marcada, jogadores vão a campo de golfe
» Estádio da decisão da Copa fica pronto para jogo inaugural
» Preterido, Ronaldinho tem portas abertas na Seleção
Busca
Busque outras notícias no Terra:
A Coréia do Sul enfrenta na terça-feira a seleção do Togo, estreante em Copas, sonhando em repetir as atuações da edição de 2002, quando acabou na quarta colocação na competição, sediada em conjunto entre o próprio país e o Japão.

As duas seleções teoricamente mais fracas do Grupo G lutarão por uma vitória sonhando com o tropeço de França e Suíça, favoritas às duas vagas.

Enquanto os sul-coreanos partem com a pressão de repetir o feito de 2002, os togoleses foram notícia pela polêmica que cerca a seleção, sobre a premiação aos jogadores.

O incidente chegou a trazer o primeiro-ministro local à Alemanha, mas o problema não se resolveu e acabou tendo como primeira vítima o alemão Otto Pfister.

Ele deixou o cargo técnico preocupado em não se tornar alvo de críticas diante de uma seleção que está com a cabeça fora da Copa, mas voltou atrás nesta manhã.

Em campo, a seleção foi mal nos últimos amistosos, perdendo para a Arábia Saudita e vencendo Liechtenstein por um magro 1 a 0.

Por outro lado, a Coréia do Sul viveu preparação muito mais tranqüila. O holandês Dick Advocaat, técnico do time, tentará repetir o feito obtido por seu compatriota Guus Hiddink - hoje técnico da Austrália.

Assim como Hiddink, ele se baseará em um forte esquema tático para surpreender a seus adversários. Por enquanto, seus objetivos são mais modestos que em 2002, conformando-se em superar a primeira fase.

A única preocupação de Advocaat é quanto ao forte calor previsto para Frankfurt amanhã à tarde, quando o termômetro pode chegar aos 36ºC.
 

EFE

Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.