Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Copa 2006
Quarta, 19 de maio de 2010, 15h00 
Estádio da decisão da Copa fica pronto para jogo inaugural
 
Mark Gleeson
 
 Últimas de Copa 2006
» Ausência de Tevez incomoda torcedores argentinos
» De folga com hora marcada, jogadores vão a campo de golfe
» Estádio da decisão da Copa fica pronto para jogo inaugural
» Preterido, Ronaldinho tem portas abertas na Seleção
Busca
Busque outras notícias no Terra:
O estádio da partida final da Copa do Mundo abrirá suas portas no sábado, com a expectativa de atrair uma multidão de 80 mil pessoas ao Soccer City, de Johanesburgo, para a decisão da copa da liga sul-africana.

Situado nas imediações da cidade, o campo é a última instalação da Copa do Mundo a ser inaugurada oficialmente e passou por uma renovação quase completa.

O jogo inaugural no campo reformado havia sido reservado para a decisão da copa da liga sul-africana deste fim de semana, mas, como dois times pouco populares chegaram à final, a expectativa de estádio cheio corre o risco de ser frustrada.

A Liga de Futebol Sul-Africano, no entanto, ainda espera convencer os locais a participarem da febre pré-Copa do Mundo e verem de perto o estádio (construído na forma de uma cabaça ou pote africano) por 40 rands (cerca de 4 euros) o ingresso, mesmo que os finalistas AmaZulu, de Duban, e Wits University, tenham torcidas pequenas.

A liga diz que 50 mil dos 80 mil ingressos já foram vendidos. A capacidade do estádio é de 94.700 lugares, mas por questões de segurança o número de ingressos sofreu um corte de 14.700.

"Para muitas pessoas que não conseguiram adquirir os ingressos da Copa do Mundo, esta é uma chance para ver o estádio", disse o diretor de operações da liga, Ronnie Schloss.

"Esperamos que as pessoas finalmente rejeitem a ideia de que o futebol não pode continuar na ausência dos times de maiores torcidas", completou ele a jornalistas.

O Soccer City foi inaugurado pela primeira vez em 1988, com capacidade para 75 mil pessoas, sendo construído pela liga e financiado pela venda dos direitos sobre o seu nome para um banco local. Desde então ele é a sede do futebol sul-africano e sediou em 1996 a decisão da Copa das Nações Africanas.

(Reportagem de Mark Gleeson)
 

Reuters

Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.