Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Seleções
Sábado, 20 de maio de 2006, 14h10  Atualizada às 15h13
Lula cobra hexa e brinca de técnico com Roberto Carlos
 
EFE
Roberto Carlos dá camisa autografada de presente para Lula
Roberto Carlos dá camisa autografada de presente para Lula
Últimas de Brasil
» A investidores, Lula diz que Seleção daria prejuízo
» Juan: 'Roberto Carlos não errou no gol de Henry'
» Ronaldo pode ter licença de motorista cassada
» Cirurgia afasta Ronaldo por um mês dos campos
» Todas as notícias de Brasil
» Todas as notícias de Copa 2006
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

Em um encontro informal, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu o lateral Roberto Carlos, do Real Madrid, no Palácio da Alvorada. O presidente cobrou a conquista do hexacampeonato se fez passar por técnico da seleção brasileira de futebol e prometeu ensinar Roberto Carlos a como trazer a taça.

"Daqui a pouco vou dizer para ele como ganhar a Copa do Mundo e, se o Brasil perder, foi (culpa) o Alexandre Pires", brincou o presidente com o jogador, na presença de fotógrafos e cinegrafistas que registravam o encontro no Palácio da Alvorada, neste sábado, em Brasília.

Amigo de Roberto Carlos, o cantor Alexandre Pires, pegou carona na visita oficial. Segundo o lateral-esquerdo, o encontro foi combinado durante os festejos do "Jogo da Paz", em agosto de 2004, quando o Brasil goleou o Haiti por 6x0, no estádio Sylvio Cator, em Porto Príncipe. "Estou cumprindo a promessa", disse.

Após receber o agasalho e a camisa oficiais da seleção brasileira, Lula pediu para o craque autografá-los. A mensagem escrita dizia: "Ao nosso presidente, com carinho. Roberto Carlos".

A primeira-dama, Marisa da Silva, também foi presenteada e, encantada, vestiu a camisa amarelinha e posou para as fotos. Indagado se o encontro fazia parte de uma estratégia de campanha à reeleição, Lula respondeu: "Ainda nem decidi se serei candidato, como posso estar em campanha?".

Antes de entrar no Palácio da Alvorada, Roberto Carlos foi rodeado por cerca de 50 pessoas, a maioria crianças. "Posso te garantir que não vim até aqui ver o presidente Lula, sou fã do Roberto Carlos. Nunca vou esquecer desse dia", afirmou Raphael Gordilho, de 13 anos.

"Ele me prometeu fazer um gol na Copa com um chute forte de pé esquerdo. Ele é o meu maior ídolo na seleção, inclusive jogo na mesma posição, na lateral-esquerda", afirmou Gabriel Galé, de 13 anos.

As primeiras informações davam conta de que o atacante Robinho iria participar do evento, porém o atleta do Real Madrid não compareceu.
 

Reuters

Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.