Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Seleções
Quarta, 24 de maio de 2006, 09h33  Atualizada às 21h14
Médico prevê descanso para Ronaldinho
 
Allen Chahad
Antonio Prada
Sérgio Loredo
Wanderley Nogueira
Direto de Weggis (Suíça)
 
EFE
Ronaldinho terá algum descanso durante a preparação brasileira
Ronaldinho terá algum descanso durante a preparação brasileira
Últimas de Brasil
» A investidores, Lula diz que Seleção daria prejuízo
» Juan: 'Roberto Carlos não errou no gol de Henry'
» Ronaldo pode ter licença de motorista cassada
» Cirurgia afasta Ronaldo por um mês dos campos
» Todas as notícias de Brasil
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O médico da Seleção Brasileira, José Luiz Runco, afirmou nesta quarta-feira que Ronaldinho deverá passar por um período de descanso durante a preparação da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo da Alemanha.

Confira reportagem em vídeo

Runco reconhece que o brasileiro teve uma temporada extenuante, que terminou apenas na semana passada com a disputa do título da Copa dos Campeões.

"Ronaldinho demonstrou um exame compatível de um atleta que estava jogando (até recentemente). O trabalho especial que ele terá de fazer envolverá em algum momento um período de descanso. O descanso também é uma forma de treino", afirmou o médico.

O médico analisou os exames preliminares feitos pelos jogadores e disse que não há nenhum problema médico constatado. "O objetivo é fazer com que esse grupo heterogêneo se transforme em homogêneo. Talvez em algum momento nem todos entrem em campo, pois estarão fazendo uma atividade mais importante naquele momento."

De acordo com o médico, ninguém se destacou nos exames. "Estão todos aptos a treinar", disse.

Com relação a Ronaldo, Runco disse estar tranqüilo. Segundo a sua avaliação, o jogador se encontra fisicamente melhor do que no mesmo período de 2002, quando o jogador ainda se recuperava de cirurgia no joelho e era uma incógnita para o técnico Luiz Felipe Scolari, que comandou a Seleção do penta.

"Os exames mostraram que podemos fazer qualquer trabalho despreocupados com as lesões que ele teve neste ano. Possoafirmar que hoje temos uma situação mais favorável em relação à última Copa."
 

Redação Terra