Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Seleções
Domingo, 28 de maio de 2006, 18h03 
Fãs pedem autógrafo até em sutiã em Weggis
 
Allen Chahad
Antonio Prada
Sérgio Loredo
Wanderley Nogueira
Direto de Weggis (Suíça)
 
Reuters
Torcedora deixa constrangimento de lado e exibe autógrafo em sutiã
Torcedora deixa constrangimento de lado e exibe autógrafo em sutiã
Últimas de Brasil
» A investidores, Lula diz que Seleção daria prejuízo
» Juan: 'Roberto Carlos não errou no gol de Henry'
» Ronaldo pode ter licença de motorista cassada
» Cirurgia afasta Ronaldo por um mês dos campos
» Todas as notícias de Brasil
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

A rotina dos fãs da Seleção Brasileira não muda. Histeria quando o ônibus chega, quando os jogadores entram em campo, quando saem de campo, quando voltam para o ônibus. Elas buscam um aceno, uma pose para a máquina digital ou a câmera de vídeo que empunham nas mãos. Se der para dar um beijo, melhor. Invadir o campo e rolar na grama com o Ronaldinho então seria uma ousadia para poucas, como fez a loira Sheila Soares. Na maioria das vezes, no entanto, elas se contentam com um autógrafo na camiseta, numa foto ou num caderninho.

Após o jogo-treino deste domingo em Weggis surgiu uma nova modalidade: o autógrafo em sutiã. Fãs, mulheres, que se aglomeravam numa área VIP do estádio, com as roupas molhadas da chuva, resolveram não perder a oportunidade do autógrafo e resolveram pedir a rubrica abaixo da blusa, acima do peito ou no sutiã.

Jogadores não costumam negar, mas nem sempre o local oferecido escapa de constrangimento. Não para elas. Que gostaram, e muito. E resolveram, claro, exibir para o mundo.
 

Redação Terra