Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Seleções
Quarta, 7 de junho de 2006, 17h54  Atualizada às 17h56
Jogadores da Sérvia não querem ouvir hino
 
Últimas de Sérvia e Montenegro
» Espanhol deve ser o novo técnico da Sérvia, diz jornal
» Cinco jogadores da Sérvia são multados por má condulta
» Técnico pede demissão da Sérvia e Montenegro
» Deixar a Copa é uma grande dor para os sérvios
» Todas as notícias de Sérvia e Montenegro
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

Apesar do referendo realizado no final de maio ter determinado a separação de Sérvia e Montenegro, a seleção permanece com o nome dos dois países na disputa da Copa do Mundo. Alguns jogadores da equipe já manifestaram a vontade de não escutar o hino nacional antes dos jogos do Mundial.

"Espero que o hino não seja tocado, porque isso significaria pelo menos 15 minutos de uma sensação ruim para nós", disse o capitão da equipe, Savo Milosevic.

Durante o último amistoso da seleção, contra o Uruguai, os organizadores concordaram em não tocar o hino. A decisão política de separação das duas nações afeta o zagueiro Mladen Krstajic.

"Sou um montenegrino de origem sérvia e nascido na Bósnia', ironizou o atleta, que deve obter seu quarto passaporte. Com documentos da Iugoslávia, Bósnia e Alemanha - onde atua pelo Schalke 04 -, ele ainda pretende tirar o de Montenegro, por causa da origem do pai.

 

Reuters

Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.