Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Seleções
Segunda, 12 de junho de 2006, 15h37 
Coréia do Sul está confiante na estréia contra Togo
 
Últimas de Coréia do Sul
» Novo técnico da Coréia do Sul promete evolução
» Zenit me traz um novo desafio, diz Advocaat
» Coréia do Sul tem novo técnico holandês
» Coréia do Sul atribui derrota à arbitragem
» Todas as notícias de Coréia do Sul
» Todas as notícias de Togo
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

Em 2002, o técnico holandês Guus Hiddink levou a Coréia do Sul às semifinais. Quatro anos depois, o compatriota Dick Advocaat vai tentar mostrar contra Togo, na terça-feira, se ele é capaz de fazer o bom trabalho de Hiddink.

Apoiados por uma torcida apaixonada dentro de casa, a Coréia tornou-se a primeira equipe aisática a chegar entre os quatro primeiros de um Copa do Mundo após eliminar potências como Itália, Espanha e Portugal.

Apenas o futebol forte e organizado da Alemanha foi capaz de impedir os sul-coreanos de chegar à final. Ao mesmo tempo em que há dúvidas sobre suas habilidades de repetir uma campanha positiva em terras estrangeiras, a Coréia diz que não estará satisfeita com menos que um lugar nas oitavas-de-fianl.

"Vamos mostrar que o que fizemos quatro anos atrás não foi uma farsa", disse o atacante Seol Ki-hyeon. "A pressão é maior que antes. Não havíamos vencido um jogo sequer antes de 2002 em Mundiais, mas chegamos às semifinais. Não será fácil enfrentar o Togo, a Suíça e a França, mas estamos prontos".

Já o Togo tem muito mais problemas. Seu técnico, o alemão Otto Pfister, abandou a equipe por causa de discordâncias entre o time e representantes da seleção.

"Quando comecei a ser técnico de Togo, foi prometido a mim que o prêmio para os jogadores seria esclarecido. E isso ainda não aconteceu, então decidi me demitir imediatamente", disse ele.

Apesar disso, os sul-coreanos terão que ter muito cuidado com Emmanuel Adebayor, que foi artilheiro das eliminatórias africanas.

"Sabemos que ele é o melhor jogador do time", disse o assistente da seleção sul-coreana Pim Verbeek.
 

Reuters

Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.