Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Seleções
Terça, 13 de junho de 2006, 09h17 
Atletas de Sérvia e Montenegro se rebelam contra técnico
 
AP
Koroman mostra insatisfação com time escalado por Petkovic
Koroman mostra insatisfação com time escalado por Petkovic
Últimas de Sérvia e Montenegro
» Espanhol deve ser o novo técnico da Sérvia, diz jornal
» Cinco jogadores da Sérvia são multados por má condulta
» Técnico pede demissão da Sérvia e Montenegro
» Deixar a Copa é uma grande dor para os sérvios
» Todas as notícias de Sérvia e Montenegro
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

A seleção de Sérvia e Montenegro sofre com as dúvidas depois da derrota por 1 a 0 para a Holanda, domingo passado, na estréia do país na Copa 2006, e muitos jogadores passaram a questionar as decisões do técnico Ilija Petkovic.

Entre perguntas e críticas dos jornalistas, Petkovic encurtou a entrevista de segunda-feira na cidade de Billerbeck. O treinador disse apenas que para a partida contra a Argentina (no dia 16 de junho, em Gelsenkirchen) a formação do ataque será diferente.

Petkovic é muito questionado desde que convocou seu filho Dusan para substituir Mirko Vucinic, lesionado um pouco antes da viagem para a Alemanha.

Ante a polêmica provocada pela convocação, Dusan desistiu de disputar o Mundial e a seleção conta com apenas 22 jogadores, que parecem à beira da revolta.

Os jogadores não escondem o descontentamento. "Se começarmos com a mesma equipe de domingo, não teremos nenhuma possibilidade contra a Argentina", declarou o meia Ognjen Koroman, que entrou durante a partida contra a Holanda.

O capitão e artilheiro Savo Milosevic, substituído aos 46min, não entendeu o fato de Nikola Zigis ter começado o aquecimento ainda no primeiro tempo.

"Não tenho nada a comentar, perguntem a Petkovic", disse, muito irritado, mais de 24 horas depois da partida.

Mateja Kezman, que deu lugar a Danijel Ljuboja no meio do segundo tempo, fez gestos de desaprovação ao se dirigir para o banco.

"Estamos muito decepcionados, mas ainda não estamos mortos, a classificação ainda é possível", disse o zagueiro do Schalke 04, que desmentiu uma suposta briga com o armador Dejan Stojkovic.
 

AFP

Todos os direitos de reprodução e representação reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.