Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Seleções
Quinta, 15 de junho de 2006, 21h17 
Ahn, o talismã sul-coreano, pode voltar o time titular
 
Alastair Himmer
 
Últimas de Coréia do Sul
» Novo técnico da Coréia do Sul promete evolução
» Zenit me traz um novo desafio, diz Advocaat
» Coréia do Sul tem novo técnico holandês
» Coréia do Sul atribui derrota à arbitragem
» Todas as notícias de Coréia do Sul
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O atacante sul-coreano Ahn Jung-hwan está colocando o sucesso de seu país na Copa na frente de sua glória pessoal, deixando seus colegas de equipe decidirem se ele deve ou não iniciar a partida contra a França, neste domingo.

Ahn, que foi um dos jogadores mais importantes da equipe semifinalista na Copa de 2002, deixou o banco de reservas na última terça-feira para marcar o gol da vitória sobre Togo por 2 a 1.

Vários jogadores veteranos têm pedido ao treinador Dick Advocaat que escale Ahn entre os titulares no jogo contra a França. Mas o próprio Ahn se recusa a se envolver nesse assunto.

"Obviamente eu quero começar jogando contra a França, mas isso é uma decisão do treinador", disse Ahn aos jornalistas. "Estou apenas feliz por ajudar essa equipe a vencer."

O Talismã

Ahn se tornou uma espécie de talismã da Coréia do Sul em jogos pela Copa do Mundo. Foi ele que marcou, por exemplo, o gol de ouro que eliminou a Itália da Copa do Mundo de 2002.

Aos 30 anos, o jogador também deu a primeira vitória da Coréia numa Copa em solo estrangeiro ao marcar contra o Togo.

"Não posso descrever em palavras a felicidade que eu senti", disse Ahn. "No momento em que chutei a bola, parece que ela foi sugada pelo gol. Foi incrível."

O meia Park Ji-sung é um dos vários jogadores que pede a presença de Ahn na equipe titular.

"Nós confiamos que Ahn marcará os gols quando precisarmos dele", disse Park. "Ele tem muita experiência e nunca nos deixou perder a confiança."

A Coréia do Sul lidera o grupo G com três pontos, seguida por França e Suíça, ambas com um ponto cada após um empate em 0 a 0.
 

Reuters

Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.