Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Seleções
Sexta, 16 de junho de 2006, 18h15 
João Ricardo brilha e é eleito melhor do jogo
 
Últimas de Angola
» Angolanos dão pouco destaque à classificação portuguesa
» Angola é recebida com festa na chegada a Luanda
» Técnico de Angola vê progresso, e mais trabalho a ser feito
» Imprensa angolana rasga elogios à seleção
» Todas as notícias de Angola
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O goleiro angolano João Ricardo é um personagem diferente da Copa do Mundo, pois é um jogador sem clube que brilhou no empate sem gols da sua seleção com o México.

Para participar do Mundial, João Ricardo firmou um pacto com o técnico angolano, Luís de Oliveira Gonçalves, de que treinaria sozinho durante 12 meses para manter a forma. Com 36 anos e sem clube, Ricardo poderia ter pensado na aposentadoria, mas seu sonho era disputar um Mundial com a seleção de Angola.

Nascido em Luanda, João Ricardo foi para Portugal aos quatro anos de idade após a independência do país, e ali desenvolveu sua carreira em clubes modestos. Em 2004, o Moreirense decidiu não renovar o contrato do goleiro, que desde então procura um clube.

Contra o México, ele alternou bons e maus momentos, mas sua experiência foi decisiva para manter a calma da equipe nos minutos finais. O goleiro da seleção de Angola foi eleito pelo Grupo de Estudo Técnico da Fifa o melhor da partida em que sua seleção empatou em 0 a 0 com o México nesta sexta-feira, pelo Grupo D da Copa do Mundo.


 

EFE

Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.