Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Seleções
Sexta, 16 de junho de 2006, 21h56 
Companheiro de Rooney, Park rejeita comparações
 
Últimas de Coréia do Sul
» Novo técnico da Coréia do Sul promete evolução
» Zenit me traz um novo desafio, diz Advocaat
» Coréia do Sul tem novo técnico holandês
» Coréia do Sul atribui derrota à arbitragem
» Todas as notícias de Coréia do Sul
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O sul-coreano Park Ji-sung, do Manchester United, riu por ter sido comparado com o atacante inglês Wayne Rooney, seu companheiro de clube, nessa sexta-feira. "Eu não tenho essa classe mundial", disse o jogador.

Park foi fundamental para a vitória da Coréia do Sul por 2 a 1 sobre Togo na rodada de abertura do Grupo G da Copa do Mundo, mas sua modéstia impede que ele aceite comparações com o atacante inglês.

"Existe uma grande diferença entre eu e Rooney. Ele tem apenas 20 anos e é inacreditável como é um jogador especial. Ele tem grande força física e é forte tecnicamente também", declarou.

Humilde, Park acha que evoluiu ao lado do astro. "Eu me tornei um jogador melhor depois que passei a defender o Manchester United ao lado dele, mas ainda preciso fazer muitas coisas para melhorar", comentou.

O sul-coreano também ficou surpreso com a rápida recuperação de Rooney, que quebrou o pé pouco tempo antes da Copa do Mundo, mas apresentou um bom futebol quando entrou em campo para defender a Inglaterra na vitória por 2 x 0 sobre Trinidad e Tobago.

"Eu fiquei surpreso com a rapidez de sua recuperação. Ele só precisa de um pouco mais de tempo, porque não jogou nas últimas sete semanas. Mas ele chega lá", afirmou.

Park foi um dos jogadores mais importantes da campanha semifinalista da Coréia do Sul na Copa de 2002. Agora, o país lidera o Grupo G com três pontos, seguido pela França e pela Suíça, ambas com um ponto cada após um empate por 0 a 0.

A Coréia do Sul enfrenta os franceses neste domingo. "Se vencermos, estaremos classificados para as oitavas-de-final. Eu não quero pensar que não conseguiremos essa vaga. Em 2002, ninguém acreditava que a Coréia pudesse alcançar uma semifinal. Podemos repetir essa campanha agora", comparou.

Park lembrou que a defesa precisa tomar muito cuidado com o atacante francês Thierry Henry. "Todo mundo vai ter que defender muito bem. Ele é um dos melhores atacantes do mundo. Se deixarmos ele escapar um único minuto, nós poderemos perder a partida", finalizou.


 

Reuters

Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.