Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Seleções
Sexta, 23 de junho de 2006, 19h28 
Semifinalista em 2002, Coréia cai diante da Suíça
 
Reuters
Ensanguentado, zagueiro Senderos comemora seu gol contra Coréia
Ensanguentado, zagueiro Senderos comemora seu gol contra Coréia
Últimas de Coréia do Sul
» Novo técnico da Coréia do Sul promete evolução
» Zenit me traz um novo desafio, diz Advocaat
» Coréia do Sul tem novo técnico holandês
» Coréia do Sul atribui derrota à arbitragem
» Todas as notícias de Coréia do Sul
» Todas as notícias de Suíça
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

Depois de 12 anos de ausência, a Suíça voltou a garantir presença nas oitavas-de-final de uma Copa do Mundo na tarde desta sexta-feira. O placar de 2 a 0 em cima da Coréia do Sul em Hannover assegura a equipe européia na próxima fase, e manda os semifinalistas de 2002 de volta para casa.

Confira fotos do jogo
Veja a tabela do Grupo G
Opine: o que você achou da partida?

Com este resultado, a Suíça chega aos sete pontos e termina na liderança do Grupo G. Às 16h desta segunda, a equipe enfrenta a Ucrânia em Colônia, pelas oitavas-de-final. Com quatro pontos ganhos, a Coréia do Sul termina na terceira colocação. Depois de bater o Togo em Colônia, a França avança ao lado dos suíços.

A Suíça manteve a posse de bola durante a maior parte do tempo e levou muito perigo nas jogadas de bola parada. Em um desses lances, Senderos abriu o placar de cabeça. A Coréia se lançou ao ataque na etapa complementar, mas a Suíça soube como aproveitar os espaços no campo de ataque e fechou o placar com Frei.

Desde 1994, a Suíça não participava das oitavas-de-final de um Mundial. Nos Estados Unidos, em sua última aparição em copas, a equipe européia conseguiu passar da primeira fase da competição, mas caiu logo depois ao perder por 3 a 0 diante da seleção espanhola.

Semifinalista quando jogou em casa há quatro anos, a Coréia do Sul tentou seguir a mesma receita na Alemanha. Em 2002, a seleção foi comandada pelo técnico holandês Gus Hiddink e parou apenas na Alemanha. Desta vez, no entanto, o também holandês Dick Advocaat ficou muito longe de repetir o feito.

O Jogo

A Suíça dominou as ações durante os primeiros minutos e conseguiu sair na frente aos 23min. Hakan Yakin cobrou falta pela direita e Philippe Senderos completou de cabeça. Na alto, o zagueiro suíço dividiu com o adversário e sofreu um corte na face, assim como seu marcador.

Mesmo em vantagem no placar, a seleção suíça manteve a pressão em cima dos coreanos, principalmente nas jogadas de bola parada. Batedor oficial, Hakan Yakin levou perigo aos 37min do primeiro tempo. Em cobrança de falta, ele obrigou o goleiro Woon-jae Lee a fazer bela defesa.

Principal jogador da Suíça, Hakan Yakin quase aumentou a vantagem seis minutos antes do final do primeiro tempo. Ele roubou a bola pela direita e cruzou. A zaga coreana afastou e o próprio atacante pegou a sobra. Ele bateu de primeira, a bola desviou na defesa e saiu pela linha de fundo.

A Coréia do Sul cresceu na parte final da etapa inicial e assustou o goleiro Zuberbuhler em duas ocasiões. Aos 43min, Jin Kyu Kim aproveitou a falha da zaga suíça após escanteio vindo da esquerda e chutou por cima. No lance seguinte, foi a vez de Chu Young Park pegar a sobra depois de cobrança de falta e bater com perigo.

Precisando do resultado para continuar vivo na competição, o time sul-coreano resolveu sair mais para o jogo durante o segundo tempo. Com inteligência, a Suíça passou a aproveitar os espaços abertos na defesa asiática. Aos 18min, Frei recebeu de Cabanas pela direita e acertou o travessão de Woon-jae Lee.

Correndo riscos calculados, a Coréia do Sul continuou forçando no campo de ataque. Aos 20min, a equipe asiática quase empatou em cobrança de escanteio. Chun-soo Lee levantou na área, Jin-chul Choi subiu mais alto que a defesa suíça e completou de cabeça para defesa de Zuberbuhler.

A Suíça garantiu a vitória aos 35min da etapa complementar. Na tentativa de cortar um passe no campo de defesa, o zagueiro sul-coreano desviou a bola para trás. Frei aproveitou a sobra, passou pelo goleiro adversário e tocou com o gol vazio. A equipe asiática reclamou muito pedindo impedimento inexistente.

A Coréia do Sul teve sua última oportunidade para diminuir a vantagem suíça aos 37min do segundo tempo, após cobrança de escanteio do lado direito do gramado. Ho Lee recebeu de costas para o gol e ajeitou para Jin Kyu Kim, que acertou o travessão de Zuberbuhler.

Ficha técnica
Suíça 2 x 0 Coréia do Sul
Equipes

Zuberbuhler
Degen
Muller
Senderos
(Djourou)
Spycher
Barnetta
Vogel
Cabanas
Wicky
(Behrami)
Yakin
(Margairaz)
Frei
Técnico:
Kobi Kuhn

Woon-jae Lee
Young-pyo Lee
(Jung-Hwan Ahn)
Jin-chul Choi
Jin Kyu Kim
Dong Jin Kim
Nam-il Kim
Chun-soo Lee
Ho Lee
Ji-sung Park
Jae Jin Cho
Chu Young Park
(Ki-hyeon Seol)

Técnico:
Dick Advocaat
Gols
23min - 1 º tempo
Senderos
31min - 2º tempo
Frei
Cartões amarelos
Yakin
Senderos
Wicky
Spycher
Djourou
Jin-chul Choi
Chun-soo Lee
Chu Young Park
Jin Kyu Kim
Local: Niedersachsenstadion, em Hannover
Árbitro: Horácio Elizondo (ARG)
Público: 43.000 espectadores

 

Redação Terra