Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Seleções
Sexta, 23 de junho de 2006, 21h57  Atualizada às 22h09
Sul-coreanos reclamam da arbitragem
 
Últimas de Coréia do Sul
» Novo técnico da Coréia do Sul promete evolução
» Zenit me traz um novo desafio, diz Advocaat
» Coréia do Sul tem novo técnico holandês
» Coréia do Sul atribui derrota à arbitragem
» Todas as notícias de Coréia do Sul
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

Os sul-coreanos desabafaram após a frustrante eliminação da Copa do Mundo com a derrota por 2 a 0 para a Suíça, nessa sexta-feira, pela terceira rodada do Grupo G.

Os jogadores da Coréia do Sul ficaram furiosos com o árbitro argentino Horacio Elizondo, que validou o gol de Alexander Frei, aos 32min do segundo tempo, mesmo depois de o auxiliar ter levantado a bandeira marcando impedimento.

"Os defensores viram o auxiliar levantar a bandeira e pararam de jogar", disse Park Ji-sung. "Mas o árbitro deu prosseguimento à jogada."

"Eu perguntei ao auxiliar porque ele levantou a bandeira e ele respondeu que eu deveria ter prosseguido. Ele não fez nada. Eu fiquei muito chateado com a situação."

O técnico da Coréia do Sul, Dick Advocaat, reclamou de um pênalti que deveria ter sido marcado para os coreanos no primeiro tempo.

"Eu acho que foi um pênalti claro", disse Advocaat. "Acho que a maioria das decisões foram contra nós hoje. Nós merecíamos mais do que isso, mas no final a Suíça mereceu a vitória."

A Coréia do Sul terminou na terceira posição do Grupo G, com quatro pontos. Nas duas primeiras rodadas, a seleção venceu Togo, por 2 a 1, e empatou com a França, por 1 a 1.
 

Reuters

Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.