Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Seleções
Segunda, 3 de julho de 2006, 10h54 
Maradona torce para Portugal ser campeão
 
Últimas de Portugal
» Felipão rejeita Brasil e fica em Portugal até Euro 2008
» Monaco quer volante português Maniche
» Valencia demonstra interesse por Cristiano Ronaldo
» Governo português nega isenção de impostos aos atletas
» Todas as notícias de Portugal
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O ex-craque argentino Diego Maradona prefere que Portugal seja o próximo campeão mundial, mas está convencido de que quem erguerá a taça será a anfitriã Alemanha.

Perguntado sobre seu prognóstico de quem pode conquistar a Copa do Mundo, Maradona, campeão no Mundial do México em 1986, disse que "se hoje tenho que escolher um campeão, escolho Portugal. Agora, quem vai ganhar, vai ser a Alemanha".

"A Alemanha não é melhor que a Costa do Marfim, não tem mais variações como a equipe africana, tem mais história", destacou ele. Maradona reconheceu que o fato da Argentina ter jogado bem "não significa que havia sido melhor".

Maradona deu seu prognóstico nesta segunda-feira em uma entrevista a um canal de TV da Argentina. Além disso, ele defendeu a gestão, com alguns reparos, do treinador José Pekerman, assegurando que a Argentina é melhor que as quatro equipes semifinalistas da Copa.

"Se queríamos ganhar a Copa, teríamos que ter liquidado o jogo como fizemos contra a Costa do Marfim e contra a Sérvia e Montenegro", disse Maradona em entrevista exclusiva ao canal TyC Sports, referindo-se aos rivais do país na primeira rodada do Mundial.

A Argentina caiu diante da Alemanha na sexta-feira nas quartas-de-final após empatar no tempo regulamentar e na prorrogação em 1 a 1 e depois perder nos pênaltis.

Maradona ressaltou o trabalho da equipe no torneio e, referindo-se ao afastamento do técnico Pekerman e a possibilidade de que possa substituí-lo, declarou que "não saio do meio (do futebol), mas tampouco me candidato".


 

Reuters

Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.