Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Seleções
Sábado, 8 de julho de 2006, 06h44  Atualizada às 06h58
Revista portuguesa diz que Felipão irá continuar
 
Últimas de Portugal
» Felipão rejeita Brasil e fica em Portugal até Euro 2008
» Monaco quer volante português Maniche
» Valencia demonstra interesse por Cristiano Ronaldo
» Governo português nega isenção de impostos aos atletas
» Todas as notícias de Portugal
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O treinador brasileiro Luiz Felipe Scolari vai continuar à frente da seleção portuguesa, embora tenha sido "considerada" sua transferência para o Real Madrid, informa neste sábado a revista Expresso, de Portugal.

A fonte afirma que os termos para a renovação do contrato, que termina dia 31 de julho, "estão mais de 90% acertados" com a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Segundo uma fonte próxima à negociação, "são apenas pequenos pormenores que faltam ajustar, mas serão resolvidos nos encontros agendados para quinta e sexta-feira".

De acordo com a Expresso, os direitos de imagem de Scolari como técnico serão "negociados" pelo brasileiro.

O Banco Espírito Santo (BES) já teria renovado até 2010 como patrocinador da seleção, enquanto o Banco Português de Negócios (BPN) deseja manter o contrato de imagem com Scolari e "tem direito de preferência", segundo a revista.

Um grupo de personalidades políticas e da sociedade civil formou o Movimento de Apoio à Seleção e a Felipão (MASS), para mobilizar milhares de portugueses e receber os jogadores no Estádio Nacional neste domingo.

Uma enquete realizada pela empresa Eurosondagem mostra que 77,8% dos portugueses querem que Scolari continue à frente da seleção.

O jornal esportivo A Bola diz que Scolari e o presidente da FPF, Gilberto Madaíl, falam "de grandes possibilidades" de uma renovação do contrato.

Na sexta-feira, o jornal esportivo "Record" garantia que Scolari abandonaria a seleção após o Mundial, com o sueco Sven-Goran Eriksson sendo apontado como um dos possíveis nomes para substituí-lo.


 

EFE

Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.