Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Seleções
Quarta, 12 de julho de 2006, 06h45 
Marcello Lippi deixa a seleção italiana
 
Últimas de Itália
» Bush felicita Prodi pela conquista da Itália
» Treze da seleção italiana estão nos clubes punidos
» "Meu filho se chamará Dortmund ou Berlino", diz Grosso
» Zidane estava nervoso e fora provocado, diz Buffon
» Todas as notícias de Itália
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O treinador da seleção italiana de futebol, Marcello Lippi, anunciou, três dias após ganhar a Copa do Mundo, que deixa o cargo porque "encerrou" seu ciclo, segundo um comunicado divulgado hoje.

"Ao fim de uma extraordinária experiência profissional e humana, vivida com a ajuda de um grupo excepcional de jogadores e com a colaboração de uma equipe de primeira qualidade, dou por encerrado meu papel como líder da seleção nacional italiana", afirmou Lippi.

O comunicado foi divulgado pela Federação Italiana de Futebol. Lippi explica que, ao tomar a sua decisão, informou que não renovaria o contrato.

"Comuniquei à Federação de Futebol minha vontade de deixar o cargo de técnico ao fim do contrato", diz Lippi.

O treinador que tem seu nome e de seu filho envolvidos em escândalos no campeonato italiano, agradeceu à Federação "pela confiança" que depositou nele durante dois anos de trabalho, coroados com um resultado que ficará na história do futebol italiano.
 

EFE

Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.