Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Zico    
Nome

Arthur Antunes Coimbra

Nacionalidade: Brasileiro
Data de nascimento: 3/3/1953
Local de nascimento: Rio de Janeiro, Brasil
Posição:

Meio-campista

Mundiais disputados:

1978, 1982 e 1986

Colocações:

1978 - Terceiro lugar
1982 - Segunda fase
1986 - Quartas-de-final

Partidas disputadas: 14
Minutos jogados: 762
Gols: 5
 

Zico jogou e perdeu três Copas do Mundo defendendo a camisa da Seleção Brasileira, mas sua técnica e habilidade garantiram ao meia um lugar na galeria dos grandes craques dos mundiais.

Sua estréia em Copas foi na Argentina, em 1978, quando o Brasil chegou ao terceiro lugar de forma invicta. Antes disso, Zico já havia chamado a atenção do mundo no Torneio Bicentenário da Independência dos EUA, em 1976, uma espécie de mini Copa do Mundo.

Desde então, passou a ser nome garantido nas convocações, pois comandava o Flamengo, onde jogou por 15 anos.

Na Espanha, em 1982, o Brasil tinha em Zico o pilar do fantástico meio-campo armado pelo técnico Telê Santana. Este foi o Mundial do craque: ele marcou quatro gols em cinco partidas, mas não pôde evitar a eliminação brasileira na partida que ficou marcada como a Tragédia do Sarriá, contra a Itália.

Zico se despediu das Copas em 1986, no México, quando, mesmo contundido, foi convocado por Telê, mas não pôde participar de toda a campanha brasileira. Disputou apenas três jogos, sempre começando no banco de reservas.

Nas quartas-de-final da Copa do México, Zico ficou marcado por ter perdido um pênalti no empate por 1 a 1 contra a França, no tempo normal. Nos pênaltis, o Brasil foi batido e eliminado.

Redação Terra

 
 
Clubes nos quais atuou
1972
a 1983
Flamengo
(Brasil)
1983
a 1985
Udinese
(Itália)
1985
a 1989
Flamengo
(Brasil)
1991
a 1994
Kashima
(Japão)