Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Envie suas sugestões ao canal

 
Seleções
Quarta, 16 de novembro de 2005, 19h02  Atualizada às 19h52
Espanha assegura vaga na Copa com empate
 
Galeria de fotos
Espanha garante vaga na Copa de 2006
EFE
Espanha garante vaga na Copa de 2006
Clique na imagem para ver as fotos
Últimas de Espanha
» Manchester pode contratar artilheiro da Espanha
» Aragonés renova como técnico da Espanha até 2008
» "Devo reconhecer que me equivoquei", diz Aragonés
» Aragonés se diz "forte para permanecer" no cargo
» Todas as notícias de Espanha
» Todas as notícias de Eliminatórias Mundial 2006
» Todas as notícias de Espanha
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

A seleção da Espanha empatou por 1 a 1 com a Eslováquia, nesta quarta-feira, em Bratislava, e conseguiu, na repescagem das Eliminatórias, a classificação para a Copa do Mundo de 2006. No jogo de ida, no último sábado, os espanhóis haviam goleado por 5 a 1.

No primeiro tempo, a Espanha jogou de forma relaxada, trocando passes no meio de campo e esperando o tempo passar. Parecia mais preocupada em garantir a vantagem de quatro gols no placar geral do que em marcar, tarefa que cabia exclusivamente aos eslovacos.

O goleiro Iker Casillas, do Real Madrid, mostrou mais uma vez que vive uma ótima fase. Soube passar segurança ao setor defensivo, saindo do gol com decisão e autoridade, e segurando o placar de 0 a 0 nas poucas situações criadas pela Eslováquia. A Espanha sim que desperdiçou oportunidades no primeiro tempo.

Raúl, aos 18min, recebeu passe na área, mas não finalizou com perfeição. Fernando Torres, minutos depois, cometeu o mesmo erro.

Após o intervalo, a Eslováquia partiu com tudo para o ataque. Petras, auxiliar do técnico Dusan Gallis, que estava suspenso, colocou em campo o atacante Holosko, do Slovan Liberec local.

No primeiro toque na bola, o jogador invadiu a área e arrematou de forma colocada contra Casillas, que pouco pôde fazer para evitar o placar de 1 a 0 em favor da Eslováquia, aos 5min.

Holosko foi responsável pelas melhores jogadas da equipe da casa. Canhoto e veloz, cria jogadas pelo meio com grande facilidade. Os zagueiros Puyol e Pablo sofreram para pará-lo, principalmente até os 15min, quando a Eslováquia esboçou uma pequena reação.

O técnico Aragonés substituiu então os atacantes Raúl e Fernando Torres. E o resultado não poderia ser melhor. Aos 25min, Morientes, que entrou no lugar do primeiro, arrancou com força e velocidade pela esquerda e passou para Villa, que empatou com autoridade.

O empate persistiu até o final em Bratislava, para alegria da seleção espanhola, que volta a uma Copa do Mundo e comemorou a classificação ainda no gramado.

Com EFE.
 

Redação Terra