Copa América 2007

Quarta, 27 de junho de 2007, 23h47  Atualizada às 10h22

Brasil cai diante do México em estréia


AP

Assim como toda a Seleção, Robinho foi melhor na etapa final
Enquete

A derrota na estréia compromete a classificação do Brasil?

Sim
Não

Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

A estréia da Seleção Brasileira na Copa América deste ano, na Venezuela, não foi a sonhada pelo técnico Dunga. Com uma atuação apática no primeiro tempo, a equipe, atual campeã continental, foi derrotada pelo México por 2 a 0, nesta quarta-feira, em Puerto Ordaz, pelo Grupo B da competição. Os gols do jogo foram marcados por Castillo e Morales.

» Assista aos gols e melhores momentos da partida
» Veja fotos do jogo
» Confira os resultados
» Opine: o Brasil encontrará dificuldades para avançar?

O tropeço foi o segundo de Dunga no comando da Seleção. O primeiro ocorreu no dia 6 de fevereiro deste ano, em Londres, quando o Brasil sucumbiu diante de Portugal por 2 a 0.

Sem Ronaldinho e Kaká, que pediram dispensa à CBF, além de Zé Roberto, que anunciou aposentadoria da Seleção, o time brasileiro sentiu as ausências no primeiro tempo e atacou o México na etapa final, mas sem sucesso.

No próximo domingo, o Brasil terá a oportunidade de se reabilitar diante do Chile, às 17h (de Brasília), em Maturín. Na partida seguinte, às 19h15, o México medirá forças com o Equador.

O jogo

O Brasil começou bem a partida, dominando as ações no campo de ataque. O time conseguiu abrir o placar do jogo aos 6min, mas o gol foi anulado pela arbitragem incorretamente.

Depois de uma bonita tabela, Maicon chutou de fora da área, Diego dominou a bola dentro da grande área e completou para as redes, mas o assistente marcou impedimento do meia brasileiro na jogada.

A equipe brasileira seguiu no ataque, mas foi surpreendida pelo México. Aos 23min, Castro lançou para Castillo, que dominou na área, deu um chapéu em Maicon e completou, na saída de Doni, marcando um golaço.

O gol trouxe ânimo ao México, que passou a ter mais volume de jogo. Desta forma, a equipe ampliou o placar aos 28min, quando Moráles cobrou falta, Doni não pulou na bola e ela entrou no canto esquerdo do goleiro brasileiro.

Os dois gols sofridos deixaram o Brasil abatido em campo. Os comandados de Dunga passaram a errar muitos passes e já não criavam tantas jogadas no ataque.

Insatisfeito, Dunga mudou a equipe na volta para o segundo tempo, sacando Elano e Diego para as entradas de Anderson e Afonso. O Brasil ficou mais ofensivo com as alterações feitas pelo técnico.

Aos 5min, após cruzamento de Gilberto na grande área, Ânderson dominou a bola no peito e chutou de primeira, mas o arremate foi para fora, passando perto da trave direita do goleiro mexicano Ochoa.

Preocupado com os avanços brasileiros, o México buscou o ataque. Aos 9min, Arce recebeu dentro da área e cabeceou à queima-roupa. Doni fez uma grande defesa, mas o assistente já havia marcado impedimento.

Os lances de ataque depois dos 10min foram quase todos criados pelo Brasil. Aos 12min, Vagner Love passou a bola para Robinho, que bateu rasteiro, mas Ochoa saiu bem do gol e praticou uma boa defesa.

Aos 15min, Robinho puxou um contra-ataque para o Brasil e tocou para Ânderson. O meia cruzou na medida para Afonso acertar um belo chute para o gol, de primeira, mas que parou nas mãos do goleiro Ochoa.

A pressão brasileira sobre o México se manteve. Com um futebol diferente do primeiro tempo, os comandados de Dunga chegavam com perigo ao ataque, mas esbarravam nas defesas do goleiro adversário.

Robinho acertou um belo chute no travessão de Ochoa, aos 26min, e arrancou suspiros da torcida. Dois minutos depois, Alex aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou forte para o gol, mas Pinto salvou o México em cima da linha.

Os dez minutos finais foram de pressão brasileira. Porém, além de não aproveitar suas chances de ataque, o Brasil também viu o México se portar bem em campo e manter sua vantagem no placar até o apito final.

O time mexicano, aliás, ainda teve a chance de ampliar o marcador. Aos 47min, Castillo recebeu em condições de jogo, ganhou de Alex na corrida, driblou Doni e, com o gol vazio, chutou para fora.

Ficha Técnica
Brasil 0 x 2 México
Equipes
Doni
Maicon
(Daniel Alves)
Alex
Juan
Gilberto
Gilberto Silva
Mineiro
Elano
(Anderson)
Diego
(Afonso)
Vagner Love
Robinho

Técnico:
Dunga
Ochoa
I. Castro
(J. Castro)
Rafa Márquez
Magallón
Moráles
(Lozano)
Torrado
Pinto
Arce
Correa
Castillo
Cacho
(Bravo)

Técnico:
Hugo Sánchez
Gols

23min - 1° tempo
Castillo
28min - 1° tempo
Moráles
Cartões Amarelos
Afonso
Daniel Alves
Alex
Castillo
Local: Estádio Polideportivo Cachamay, em Puerto Ordaz (VEN)
Árbitro: Sergio Pezzotta (ARG)
Público: 41.000 pagantes


  • Envie esta notícia por e-mail
  • Imprima esta notícia