Copa América 2007

Quarta, 4 de julho de 2007, 23h44  Atualizada às 01h04

De pênalti, Robinho dá vitória e 2º lugar ao Brasil


AFP

Artilheiro, Robinho comemora
seu quarto gol na Copa América
Enquete

Qual seleção avançará à semifinal?

Brasil
Chile

Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O Brasil conquistou, nesta quarta-feira, a segunda vaga do Grupo B nas quartas-de-final da Copa América. Mais uma vez, a apresentação não foi das melhores, mas Robinho sofreu e cobrou pênalti para definir o triunfo por 1 a 0 sobre o Equador.

» Veja o gol e os melhores momentos da partida
» Veja fotos do jogo
» Comente a partida
» Confira a classificação

A vitória em Puerto La Cruz deixou os comandados de Dunga atrás apenas do México na chave, com seis pontos. O Chile, que terminou a primeira fase com quatro, foi o melhor terceiro e será o adversário da Seleção na próxima fase.

A revanche dos chilenos, derrotados pelo Brasil no último domingo, está marcada para as 21h50 (de Brasília) deste sábado, novamente em Puerto La Cruz. Os equatorianos, por sua vez, voltam para casa com a mesma campanha de 2004: zero ponto.

Sem criatividade, a equipe brasileira só conseguiu chegar à rede aos 10min do segundo tempo, em pênalti sofrido e cobrado por Robinho. Daniel Alves, que levou amarelo por reclamação, cumprirá suspensão automática nas quartas-de-final.

O jogo

Com três volantes, o Brasil abusou dos toques de lado no primeiro tempo e levou alguns sustos. Mesmo assim, foi mais perigoso que o Equador, quase sempre com a presença de Vagner Love na área do time amarelo.

O primeiro lance de perigo foi um carrinho do centroavante após cruzamento rasteiro de Gilberto, aos 16min. Mais tarde, ele pegaria rebote de Júlio Baptista e obrigaria o goleiro Elizaga a fazer boa defesa com os pés.

O Equador levava sustos, mas também assustava. Doni, que já havia feito defesa em chute de Benítez, saiu precipitadamente do gol, aos 37min, e foi driblado por Borja. Sem ângulo, o atacante bateu na rede pelo lado de fora.

A Seleção Brasileira só foi realmente envolvente nos instantes finais do primeiro tempo. Entre os 44min e os 46min, Robinho perdeu boa chance e Elizaga fez duas boas defesas, em conclusões de Vagner Love e Júlio Baptista.

Após um intervalo sem alterações, os comandados de Dunga conseguiram a chance da vitória aos 9min, quando Robinho pedalou para cima de Espinoza e foi agarrado. O próprio atacante bateu, no minuto seguinte, e balançou a rede.

A partir daí, poucas oportunidades foram criadas. O Equador teria a chance do empate caso um pênalti de Alex em Tenorio fosse anotado, o que não aconteceu. Alex Silva, Diego e Kléber foram acionados por Dunga, mas pouco acrescentaram.

Ficha Técnica
Brasil 1 x 0 Equador
Equipes
Doni
Daniel Alves
(Alex Silva)
Alex
Juan
Gilberto
(Kléber)
Gilberto Silva
Josué
Mineiro
Júlio Baptista
(Diego)
Vagner Love
Robinho

Técnico:
Dunga
Elizaga
Guagua
Bagüi
Espinoza
Reasco
Castillo
Ayóvi
(Caicedo)
Méndez
Valencia
Benítez
Borja
(Carlos Tenorio)


Técnico:
Luis Suárez
Gols
10min - 2° tempo
Robinho
 
Cartões Amarelos
Daniel Alves
Josué
Diego
Bagüi
Carlos Tenorio
Local: Estádio General José Anzoátegui, em Puerto La Cruz (VEN)
Árbitro: Sergio Pezzotta (ARG)


  • Envie esta notícia por e-mail
  • Imprima esta notícia