Esportes

> Esportes > Futebol > Brasileiro  > Copa do Brasil

  Personalidades
Ewerthon
Janeth

  Especiais
Copa do Brasil
Copa 2006
Copa América 2007
Dakar 2009
Eliminatórias 2010
Estaduais 2009
Eurocopa 2008
Formula 1 2009
Libertadores 2009
Jogos Paraolímpicos
Mundial de Futsal
Mundial Sub-17
Mundial Sub-20
Olimpíada
Pan 07

  Sites relacionados
ESPN
ESPN360
Futex
Futsal

Copa do Brasil
Quarta, 21 de maio de 2008, 00h10  Atualizada às 10h49
Após derrota, Mano Menezes "ataca" até Luxemburgo
 
Agência Lance
Corinthians é derrotado na primeira partida da semi da Copa do Brasil
Corinthians é derrotado na primeira partida da semi da Copa do Brasil
 Últimas de Copa do Brasil
05h52 SP: balas de borracha e gás geram correria em festa palmeirense
01h16 Dracena nega relação entre derrota no clássico e Copa do Brasil
09h26 Edinho, do Palmeiras, pode fechar com Fluminense nesta sexta
14h24 Após eliminação, Vasco projeto bom Brasileiro
Busca
Busque outras notícias no Terra:

O técnico Mano Menezes não se apegou apenas aos lances da partida entre Corinthians e Botafogo ao analisar a situação de sua equipe na Copa do Brasil. Após a derrota por 2 a 1, no Rio de Janeiro, pelo duelo de ida da semifinal, o corintiano reclamou da arbitragem e até chegou a questionar a postura do palmeirense Vanderlei Luxemburgo.

» Veja as fotos da partida
» Botafogo supera Corinthians
» Confira a tabela completa
» Comente a vitória do Botafogo

Nos vestiários do Estádio do Engenhão, Mano reclamou da postura de Luxemburgo, que, em entrevista à SporTV durante a tarde de terça-feira, deu "dicas" de como parar o sistema ofensivo do time alvinegro.

"Hoje à tarde, teve treinador dizendo como marcar o Corinthians. É duro ouvir isso de quem não está na semifinal. Quando me perguntaram algumas coisas sobre o Paulista, eu não respondi e disse que peru de fora não dá opinião. Acho que tem de ser assim e isso se chama ética. Quando vai jogar contra, o treinador tem de tentar neutralizar o adversário. Mas, quando não vai jogar, tem de assistir e bater palma, e não dar opinião", desabafou.

Durante o programa, Luxemburgo explicou que a melhor forma de barrar as investidas do Corinthians é a marcação em cima de André Santos.

Mesmo sem citar o nome do palmeirense, Mano deu seqüência às reclamações contra o treinador rival e ainda lembrou de um episódio que irritou o são-paulino Muricy Ramalho, na semana passada.

"O que vale para mim em termos de pensamento vale para outros também. Não é bom dar dicas de como marca porque é uma tremenda falta de ética. Mas têm uns que se dão ao direito de falar sobre tudo. Até deu dica para o Fluminense da forma como jogar contra o São Paulo", prosseguiu.

"É preciso falar das coisas que lhe dizem respeito. Pode até dar opinião, mas não falar da maneira como marcar. É preciso ter cuidado para respeitar o outro lado, que está trabalhando sério também", completou.

Na semana passada, Luxemburgo teve uma conversa reservada com o técnico do Fluminense, Renato Gaúcho, antes da partida dos cariocas contra o São Paulo. Na ocasião, o time das Laranjeiras estava treinando no CT do Palmeiras.

Apesar das críticas de Mano, o técnico Cuca garante que sequer ouviu os conselhos dados por Luxemburgo pela televisão. O botafoguense fez questão de minimizar o assunto.

"Não tomei conhecimento e não vi a entrevista. Se o Vanderley falou, foi porque alguém perguntou. Ele respondeu a uma pergunta da imprensa, não vejo maldade nenhuma. Isso não interferiu em minha maneira de jogar", afirmou o treinador, que adotou o bom-humor ao ser questionado sobre a desunião dos treinadores.

"Existe desunião da classe. Às vezes, o técnico está caindo e já tem três ou quatro de olho", sorriu.
 

Gazeta Press