Futebol

publicidade
02 de fevereiro de 2011 • 23h55 • atualizado às 00h24

Corinthians perde do Tolima e tem queda histórica na Pré-Libertadores

Jogadores do Corinthians deixam gramado após derrota para o Tolima
Foto: EFE
 

O maior sonho do Corinthians para a temporada de 2011 acabou antes mesmo de começar. Jogando em Ibagué, na Colômbia, o time paulista perdeu por 2 a 0 nesta quarta-feira para o Tolima pela Pré-Libertadores, dando um adeus precoce à classificação para o principal torneio do continente. A derrota veio com gols de Santoya e Medina no segundo tempo, e ainda teve cartão vermelho do peruano Ramírez, expulso por uma cotovelada dois minutos depois de entrar em campo.

É a primeira vez na história que uma equipe brasileira é eliminada na fase preliminar da Copa Libertadores. Na outra partida desta quarta, o Grêmio bateu por 3 a 1 o Liverpool, do Uruguai, no Estádio Olímpico, e assegurou sua passagem à fase de grupos.

A equipe do Parque São Jorge começou a partida com os nervos à flor da pele e melhorou após o intervalo, mas sofreu o gol justamente quando era superior na partida. Como já havia ameaçado na véspera do confronto, o Tolima usou a linha de impedimento da defesa alvinegra a seu favor para marcar o primeiro gol; depois, aproveitou o desespero do rival para ampliar de cabeça. Com a vitória, os colombianos avançaram para o difícil Grupo 7 da Libertadores, ao lado de Cruzeiro, Estudiantes (ARG) e Guaraní (PAR).

O jogo

O técnico Tite mexeu no esquema e na escalação do Corinthians para a partida decisiva. Além da substituição forçada na lateral esquerda, onde o lesionado Roberto Carlos deu lugar a Fábio Santos, o meia Bruno César foi sacado do time titular para a entrada de Paulinho. A equipe entrou em campo com três volantes e três atacantes, sendo que Jorge Henrique era o homem que mais buscava jogo no meio, deixando Ronaldo e Dentinho mais à frente.

O time paulista começou o jogo nervoso e sofreu pressão intensa dos colombianos nos primeiros minutos. Aos 2min, Medina limpou a marcação de Leandro Castán duas vezes dentro da área antes de chutar rente à trave de Júlio César; em seguida, Murillo apareceu com liberdade para finalizar para fora, com perigo.

Sem conseguir trocar passes ou botar a bola no cão, o Corinthians seguia sofrendo com o ímpeto do Tolima. Aos 8min, Fábio Santos errou passe na intermediária e armou o contra-ataque dos donos da casa; Castillo saiu na cara do gol, mas parou em grande defesa de Júlio César, que salvou a equipe brasileira.

O primeiro chute dos alvinegros aconteceu só aos 14min, em batida fraca de Jorge Henrique de fora da área que foi facilmente aparada pelo goleiro Silva. A pressão dos colombianos, porém, continuou: aos 16min, Bolívar soltou uma bomba de longe que passou por cima do travessão, e no minuto seguinte Medina girou na área e bateu na rede pelo lado de fora.

Sentindo a falta de um meia, o Corinthians deixava um grande buraco entre os volantes e o trio de frente e não conseguia aproximar os jogadores para trocar passes. Já o Tolima atacava com bolas longas e diretas, complicando a defesa dos paulistas. Com Jorge Henrique abandonando o meio de campo para encostar em Ronaldo e Dentinho, o time da casa achava muito espaço na intermediária: aos 21min, Noguera arriscou de longe e Júlio César pegou.

Os colombianos seguiam encontrando liberdade para jogar, e aos 25min Chara entrou sozinho na área pela direita, mas bateu torto, para fora. Só a partir dos 30min, quando o ritmo da partida caiu, o time de Tite conseguiu manter um pouco a posse de bola e trabalhar jogadas. A segunda finalização, porém, aconteceu só aos 36min, quando Ronaldo pegou muito mal e isolou em cobrança de falta.

O primeiro tempo terminou sem muito mais ação, com o Corinthians parecendo querer o intervalo para esfriar os ânimos. As equipes voltaram para o segundo tempo sem alterações, mas os brasileiros começaram mais atuantes no ataque, mantendo a posse de bola.

A primeira chance veio aos 5min, quando Jorge Henrique cobrou escanteio e Jucilei cabeceou por cima. Na sequência, após boa jogada de Dentinho pela esquerda, Fábio Santos tocou e Ronaldo ajeitou para a chegada de Paulinho, que viu seu chute defendido no canto por Silva. A resposta veio aos 8min, quando Murillo limpou Fábio Santos pela direita e finalizou para intervenção tranquila de Júlio César.

Melhor no jogo, o Corinthians teve sua chance mais clara aos 10min, quando Ronaldo dominou na entrada da área e bateu forte para ótima defesa de Silva. Na cobrança do escanteio, o próprio Ronaldo desviou de cabeça e Chicão quase conseguiu completar na segunda trave, mas foi travado pela zaga.

Justo quando o time paulista havia conseguido a superioridade na partida, saiu o gol do Tolima. Aos 20min, Santoya recebeu passe em profundidade, venceu a linha de impedimento mal feita pela zaga alvinegra e tocou com categoria na saída de Júlio César para estufar as redes.

Tite reagiu à desvantagem cinco minutos depois com uma substituição dupla, sacando Paulinho e Dentinho para as entradas dos meias Danilo e Ramírez. A alteração, porém, nem teve tempo de surtir efeito: apenas dois minutos depois, o peruano recém-contratado pelo Corinthians acertou uma cotovelada em Chara no meio de campo e foi prontamente expulso pelo árbitro uruguaio Roberto Silvera.

Abalado com a desvantagem no placar e no número de jogadores, o time brasileiro não demorou a sofrer o segundo gol. Aos 33min, Murillo cruzou da direita e Medina subiu sozinho na segunda trave para cabecear e marcar de novo para o Tolima, deixando a classificação corintiana praticamente impossível.

Tite optou por Edno no lugar de Fábio Santos em sua terceira troca, mantendo Bruno César no banco até o apito final. A torcida colombiana passou a gritar "olé" e o Corinthians não demonstrou mais forças para reagir, caindo de forma histórica na Pré-Libertadores.

FICHA TÉCNICA

Gols
Tolima: Santoya, aos 20min, e Medina, aos 33min do 2º tempo

Tolima
Silva; Vallejo, Arrechea, Hurtado e Noguera; Chara, Bolívar e Castillo (Santoya); Murillo (Piedrahita); Medina (Closa) e Santoya. Técnico: Hernán Torres

Corinthians
Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos (Edno); Paulinho (Ramírez), Ralf e Jucilei; Jorge Henrique; Dentinho (Danilo) e Ronaldo. Técnico: Tite

Cartões amarelos
Tolima: Hurtado, Murillo e Chara
Corinthians: Jorge Henrique, Leandro Castán e Jucilei

Cartão vermelho
Corinthians: Ramírez

Árbitro
Roberto Silvera (URU)

Local
Estádio Manuel Murillo Toro, Ibagué (COL)

Terra