Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Participe! Envie suas sugestões ao canal
Corrupção no Futebol
Quarta, 19 de outubro de 2005, 22h28  Atualizada às 22h17
Torcedor processa Heber Roberto Lopes
 
 Últimas de Corrupção no Futebol
» MP quer mudar lei para evitar novos "casos Edilson"
» Ex-árbitro Edilson Pereira irá processar FPF
» Para especialista, liminar de torcedor é "inócua"
» Liminar pode fazer Inter virar líder do Brasileiro
Busca
Busque outras notícias no Terra:
O árbitro Heber Roberto Lopes, acusado nesta quarta-feira pelo empresário Nagib Fayad de participar do esquema de manipulação de resultados, sofre processo de um torcedor.

O advogado do Sindicato dos Taxistas de São Paulo Lahyre Nogueira Nascimento entrou com ação contra Héber e a CBF pela atuação do árbitro na partida Botafogo e Santos, ocorrida no dia 14 de agosto, no estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro.

Na ocasião, o juiz deixou de marcar um pênalti para o Santos, e marcou outro inexistente para o Botafogo, aos 44min do segundo tempo. Além disso, mandou Alex Alves repetir a cobrança depois que o goleiro Saulo defendeu alegando que ele se adiantara.

Bastante criticado, Héber foi afastado por Armando Marques, que chefiava a arbitragem na época, por tempo indeterminado. É com base no afastamento, interpretado como uma confissão de culpa, que o advogado baseia sua ação.

Ele havia feito um bolão e, se o Santos ganhasse, estima que levaria, junto com amigos, nada menos do que R$ 1,4 milhão na Loteca.

O advogado relacionou Héber à máfia do apito: "Acredito que ele esteja envolvido com a Máfia do Apito. Acredito fielmente nisso", declarou.

Representantes do Sindicato dos Taxistas e o próprio Héber serão convocados para uma audiência no próximo dia 16 de novembro.
 

Lancepress!