Boletim
Receba todas as novidades por email

 Fale conosco
Participe! Envie suas sugestões ao canal
Corrupção no Futebol
Terça, 10 de janeiro de 2006, 07h55  Atualizada às 07h59
MP quer mudar lei para evitar novos "casos Edilson"
 
 Últimas de Corrupção no Futebol
» MP quer mudar lei para evitar novos "casos Edilson"
» Ex-árbitro Edilson Pereira irá processar FPF
» Para especialista, liminar de torcedor é "inócua"
» Liminar pode fazer Inter virar líder do Brasileiro
Busca
Busque outras notícias no Terra:
Para evitar novos escândalos de arbitragem, o Ministério Público de São Paulo exige uma legislação mais rigorosa e o aumento das penas. No ano passado, o árbitro Edilson Pereira de Carvalho foi acusado de ter manipulado partidas do Campeonato Brasileiro para favorecer apostadores de sites ilegais.

Pereira, que foi expulso pela comissão de arbitragem, chegou a ficar preso por alguns dias, mas responde ao processo em liberdade.

O promotor do Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Repressão ao Crime Organizado do Ministério Público de São Paulo), José Reinaldo Carneiro, pede penas de dois a quatro anos de prisão para quem manipular resultados, assim como para torcedores violentos.

"Para reprimir esse crime, é preciso legislação rigorosa", disse Carneiro, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo. No entanto, o promotor também quer um rigor maior da legislação para cambistas e pessoas envolvidas em evasão de dinheiro nas bilheterias.

"A intenção não é pegar só o cambista coitadinho de porta de estádio, mas o tubarão, que consegue desviar uma cota grande de ingressos", completou.

Para entrar em vigor, a proposta, que já foi enviada à Comissão de Turismo e Desporto da Câmara e ao Ministério do Esporte, precisará ser votada no Congresso Nacional.


 

Redação Terra