0

Cristiano Ronaldo faz 2, mas continua distante de Messi na artilharia

8 mai 2013
20h40
atualizado às 20h51

Cristiano Ronaldo balançou a rede duas vezes e foi um dos destaques do Real Madrid na goleada por 6 a 2 sobre o Málaga nesta quarta-feira, em jogo adiantado da 36ª rodada, mas ainda está longe de Lionel Messi na tabela de artilheiros do Campeonato Espanhol.

Cristiano chegou a 35 gols na competição, contra 46 de Messi. O argentino tem quatro partidas para deixar sua marca mais quatro vezes e igualar o próprio recorde de maior goleador de uma só edição do Espanhol, registrado na temporada passada.

Terceiro colocado na artilharia, o colombiano Radamel Falcao também balançou a rede nesta quarta, na vitória por 3 a 1 do Atlético de Madrid sobre o Celta de Vigo, e chegou a 27 gols. Outro que fez um nesse jogo foi o brasileiro Diego Costa, que agora tem oito.

Tabela de artilheiros do Campeonato Espanhol:.

- Com 46 gols: Messi (Barcelona).

- Com 35 gols: Cristiano Ronaldo (Real Madrid).

- Com 27 gols: Falcao (Atlético de Madrid).

- Com 20 gols: Negredo (Sevilla).

- Com 19 gols: Soldado (Valencia).

- Com 16 gols: Rubén Castro (Betis).

- Com 15 gols: Piti (Rayo Vallecano).

- Com 13 gols: Aduriz (Athletic Bilbao); Riki (Deportivo La Coruña); Higuaín (Real Madrid); Carlos Vela (Real Sociedad) e JONAS (Valencia).

- Com 12 gols: Óscar González (Valladolid).

- Com 11 gols: Molina (Betis); Iago Aspas (Celta de Vigo); Agirretxe (Real Sociedad) e Postiga (Zaragoza).

- Com 10 gols: Fábregas (Barcelona) e Hemed (Mallorca).

- Com 9 gols: David Villa (Barcelona); Verdú (Espanyol); Kike Sola (Osasuna); Özil e Benzema (Real Madrid) e Apoño (Zaragoza).

- Com 8 gols: DIEGO COSTA (Atlético de Madrid); Pizzi (Deportivo La Coruña); Isco e Santa Cruz (Málaga); Víctor Casadesús (Mallorca) e Manucho (Valladolid).

- Com 7 gols: Tello (Barcelona); Sergio García (Espanyol); Diego Castro (Getafe); Martins (Levante); Saviola (Málaga); LÉO BAPTISTÃO (Rayo Vallecano); Di María (Real Madrid); Griezmann (Real Sociedad); Rakitic (Sevilla) e Javi Guerra (Valladolid).

EFE   
publicidade