8 eventos ao vivo

D'Ale diz que Inter 'aprendeu' a jogar sem a bola e valoriza uso de Caio

20 mar 2013
13h40

Há seis jogos, o Internacional não sabe o que é perder. Se a conta se estender apenas ao time titular, são nove. O trabalho de Dunga colocou alguns pontos que o time colorado consegue explorar melhor em campo. A invencibilidade não é algo buscado, mas o meia D'Alessandro admite uma espécie de sentimento de dever cumprido. O camisa 10 citou a conexão entre as linhas da equipe e o aprendizado em chamar o adversário para o seu campo como ganhos da equipe do novo treinador.

Desde o jogo com o Lajeadense, quando escalou reservas, Dunga não sabe o que é perder. Enfrentou Pelotas, Caxias, Cruzeiro, Grêmio, Esportivo, São Luiz e Canoas. Todos rivais superados. Os números do novo treinador são de 76,6% de aproveitamento nos 10 jogos que esteve no comando da equipe à beira do gramado - o Inter começou o Gauchão com o time sub-23 em dois jogos.

- Manter a invencibilidade não, mas no momento que se inicia um trabalho, você não quer perder. Estamos dando uma encorpada no grupo boa. Em termos de trabalho, de ligação entre as linhas, o Dunga sempre fala em ter as comunicações entre as linhas. Vamos ganhando um pouco disso, também. O Inter é inteligente. Temos que jogar com a bola, mas tem que dar uma descansada, deixar o rival pegar a bola também, para sair e criar espaço. Aprendemos a fazer isso. É o trabalho do Dunga. É uma coisa que não fazíamos muito, que a gente vai ganhando com o trabalho dele - comentou o meia D'Alessandro.

O Internacional terá três mudanças para o duelo desta quinta-feira, contra o São Luiz, às 19h30, em Novo Hamburgo. A principal delas será no ataque. Caio receberá sua primeira chance como titular na vaga de Diego Forlán, atual goleador colorado, com sete gols na temporada. De bom humor, o camisa 10 colorado afirmou que a velocidade é a principal diferença de Caio para o 'velho' Forlán, brincando com os 33 anos do uruguaio, maior destaque do Colorado na temporada. Além de Caio, Airton fará sua estreia com a camisa colorada e Fred retoma sua posição no meio-campo, ao lado do argentino.

- Acho que são parecidos (Forlán e Caio), mas o Caio é hoje mais ligeiro que o Forlán, porque está um pouco velho. (risos) Mas é um cara inteligente, sabe jogar com a bola no pé e no espaço vazio. Temos que aproveitar ele, vai ser um escape para o nosso contra-ataque, como foi o Vitor Júnior, que é muito rápido também. Mas é um cara já experiente, tomara que nos ajude amanhã e faça um grande jogo - finalizou o meia colorado.

A concentração colorada iniciou na tarde desta quarta-feira. O Inter vai para Novo Hamburgo nesta quinta. A equipe colorada formará com Muriel; Gabriel, Rodrigo Moledo, Juan e Fabrício; Airton, Josimar, Fred e D'Alessandro; Caio e Leandro Damião.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade