0

D'Ale nega desgaste com viagens, mas lamenta Inter não ter melhor campanha

7 mar 2013
19h37
atualizado às 20h12

Uma viagem está no caminho do Internacional. Uma viagem de mais de 400km. Que, ok, será feita de avião. Mas será uma desgaste para a decisão com o São Luiz, às 16h de domingo, no 19 de Outubro, em Ijuí. O meia D'Alessandro admitiu um incômodo com a situação, mas diz que o grupo não está desgastado com os seguidos deslocamentos.

Com 23 pontos na classificação geral do Campeonato Gaúcho, o São Luiz tem o direito de decidir em casa. Algo lamentado pelo camisa 10 colorado, que queria que o time de Porto Alegre tivesse a regalia de atuar como mandante. Muito embora a viagem para Ijuí, de avião, leva menos de 1h. Já a de ônibus para Caxias do Sul, casa colorada com o Beira-Rio fechada, leva em torno de 2h.

- Não é a mesma coisa que não viajar. Já tem uma viagem, mesmo que curta, em casa. Mas vamos assimilando. A nossa cabeça foi preparada desde o início do ano para trabalhar deste jeito, sabendo que temos que viajar. Que a nossa casa é o Centenário. Gauchão geralmente se viaja, e por não ter feito a melhor campoanha, temos que sair na final. Uma coisa que a gente deixou de fazer, porque sempre é bom fazer a melhor campanha e definir em casa. Mas a concentração vai ser a mesma, o torcedor vai comparecer, e esperamos um grande apoio deles - avaliou o argentino.

O campo do São Luiz tem algumas particularidades. É menor do que o que o Inter está acostumado - por isso, Dunga diminui a distância das bolas paradas no treinamento desta quinta-feira no CT. E também possui um gramado diferente do que os gaúchos da Capital costumam atuar. Não será, porém, o pior desafio que o camisa 10 já enfrentou em quase cinco anos de Inter, garante. Lembrou gramados sintéticos e ou outros campos esburacados.

- Toda a responsabilidade não, mas é maior para nós, temos que reconhecer. Sem desmerecer o São Luiz. A base do trabalho esse ano é a humildade. Para trabalhar, fazer uma pré-temporada, ficar concentrado quase 30 dias. Respeitamos todos os rivais, não vai ser diferente na final. A responsabilidade do Inter é muito grande. O São Luiz faz tempo que não perde em casa. Mas vai ser nosso trabalho quebrar essa sequência de jogos que eles tem em casa. E conseguir uma vitória. - reconheceu o meia.

A sexta-feira será de trabalho pela manhã no Internacional. O clube gaúcho ainda fará um treinamento na manhã de sábado e viaja, em dois voos, para Ijuí à tarde. O time está definido com Murie; Gabriel, Rodrigo Moledo, Juan e Fabrício; Ygor, Josimar, Fred e D'Alessandro; Diego Forlán e Leandro Damião.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade