1 evento ao vivo

Diante da torcida, Vitória conquista o Baiano após empate com o rival

19 mai 2013
18h16
atualizado às 18h23

Diante de sua torcida e debaixo de chuva, o Vitória conquistou o Campeonato Baiano de 2013 após empatar com o Bahia por 1 a 1, neste domingo, no Barradão. Dinei, aos 18 da primeira etapa, e Fernandão, aos 21 da etapa complementar, fizeram os gols de um jogo que serviu para coroar a campanha do Leão.

Nos primeiros minutos de partida, a impressão que dava era que o Vitória é que precisava do resultado. O Leão pressionou, criando chances

e o zagueiro Gabriel desperdiçou a primeira, logo aos cinco minutos, chutando por cima. Escudero foi outro a ameaçar a meta de Omar.

Impotente, o Bahia apenas assistia ao rival trocar passes e chegar com perigo ao gol. Aos 18 minutos, a vantagem do Vitória ficou ainda maior, quando Dinei abriu o placar no Barradão após completar chute cruzado de Nino, dando início aos gritos de é campeão da torcida nas arquibancadas.

Aos poucos, o Tricolor foi criando chances, mas sem ameaçar a meta de Wilson. E ainda quase levou o segundo, mas Jussandro salvou

em cima da linha, após dividida entre Dinei e o goleiro Omar. A melhor oportunidade do time visitante veio só aos 45 minutos, com Fernandão. Muito, mas muito pouco para quem precisava de um milagre para reverter a vantagem do rival.

O panorama não mudou na segunda etapa e logo no primeiro tempo, os donos da casa tiveram chance, mas Dinei furou ao tentar marcar

de letra. Com vantagem confortável no placar agregado, o Vitória passou a trocar passes sem muita pressa. O Bahia, mesmo com alguns espaços cedidos pelo rival, pouco ameaçava a meta de Wilson. Aos 15 minutos, Marquinhos Gabriel recebeu lançamento longo, mas chute saiu pelo lado direito.

A preguiça do Vitória na segunda etapa acabou castigada aos 21 minutos. Fernandão recebeu lançamento de Marquinhos e tocou por baixo de Wilson para empatar. Dois minutos depois, o Bahia quase virou, mas a cabeçada de Rafael Donato parou nas mãos do goleiro rubro-negro. Assistindo à apatia de seu time, o técnico Caio Junior promoveu as entradas de Vander e Marquinhos nos lugares de Escudero e Maxi Biancucchi, respectivamente.

Com a entrada de Neto Coruja, o Vitória resolveu puxar o freio de mão de vez, esperando o apito final para comemorar o título estadual.

E, mesmo assim, ainda criou uma chance clara aos 44 minutos, quando Marquinhos tentou por cobertura. Ao time tricolor restou assistir à festa do rival e lamentar a atuação desastrosa no primeiro jogo da final.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade