0

Dortmund e Málaga, azarões na briga por uma vaga nas semis da 'Champions'

8 abr 2013
18h04

Na sombra dos grandes favoritos ao título que se enfrentam nos outros duelos das quartas de final da Liga dos Campeões, Borussia Dortmund e Málaga disputam nesta terça-feira no Iduna Park uma vaga para as semifinais ter empatado sem gols no jogo de ida na Espanha.

"Quando penso que temos condições de enfrentar grandes nomes como Barcelona, Real Madrid e Bayern de Munique, acho que posso dizer que fazemos parte da nata do futebol europeu", comemorou nesta segunda-feira o presidente do Borussia, Joachim Watzke, em entrevista à revista Kicker.

Mesmo sem ter o mesmo prestígio que os conterrâneos do Bayern, que no sábado garantiu o título na Bundesliga com seis rodadas de antecedência, o time de Dortmund, único time invicto desta edição da 'Champions' é favorito neste confronto com o estreante Málaga, até porque ter mais experiência na competição, que venceu em 1997.

No sábado, o Borussia jogou com time misto e mesmo assim derrotou o Augsburg de virada por 4 a 2 após perder por 2 a 1 no intervalo. Um dos jogadores poupados foi o jovem meia Mario Gotze, que perdeu várias chances de gol no jogo de ida. O zagueiro brasileiro Felipe Santana deve voltar a ser titular.

"Este foi um teste mental importante, mostramos que podemos fazer gols mesmo poupando as nossas forças", comemorou o volante Sebastian Kehl, capitão da equipe.

O time alemão deve ter o apoio de mais de 80.000 torcedores no seu estádio, que tem a melhor média de público do mundo.

"Eles adoram jogar aqui, se sentem bem em casa e isso ajuda na confiança. Mas o que deixa da nossa equipe competitivo é seu talento e sua força mental", analisou o técnico Jurgen Klopp.

Já o Málaga sabe que o fato de ter chegado à quartas de final é uma grande façanha, mas resolveu adotar o slogan 'Yes we can' (sim, podemos), usado na campanha da primeira eleição do presidente americano Barack Obama, como incentivo para ir ainda mais longe na competição.

O técnico chileno Manuel Pellegrini sonha em repetir o feito de 2006, quando alcançou às semi com o modesto Villareal, que também era estreante no torneio.

Para isso, terá a vantagem de poder conseguir a classificação com qualquer empate com gols, sendo que o 0 a 0 leva a decisão para a prorrogação.

"Já conseguimos fazer isso em San Siro e na Rússia (1 a 1 diante do Milan e 2 a 2 contra o Zenit São Petersburgo, ambos na fase de grupos), não vejo porque não seria possível repetir isso na Alemanha, lembrou o zagueiro argentino Martín Demichelis

Pellegrini não poderá contar com dois jogadores importantes, o volante Iturra e o zagueiro brasileiro Weligton, que deve ser substituído pelo veterano uruguaio Diego Lugano, campeão mundial com o São Paulo em 2005.

No último sábado, o time andaluz poupou seu dois melhor jogadores, os meias Isco e Joaquín, e perdeu por 4 a 2 para a Real Sociedad, rival direto na briga por uma vaga na 'Champions' da próxima temporada.

Os jogadores já avisaram que queriam superar para dar alegrias ao treinador, que no sábado viajou ao Chile para assistir ao funeral do pai.

Dortmund: Weidenfeller - Piszczek, Subotic, Felipe Santana, Schmelzer - Gündogan, Kehl - Reus, Götze, Großkreutz - Lewandowski.

Málaga: Willy - Gamez, Lugano, Demichelis, Antunes - Toulalan, Camacho - Joaquin, Baptista, Isco - Saviola

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade