1 evento ao vivo

É uma hora boa para fazer história no Flu, diz Fred

13 mai 2009
09h29
atualizado às 09h37

O Fluminense enfrenta o Corinthians, às 21h50 (de Brasília) desta quarta-feira, no Pacaembu, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil, mas nada no duelo chama mais atenção do que o encontro de Fred com Ronaldo. Quando a bola rolar, haverá mais 20 jogadores em campo, mas será difícil tirar os olhos da dupla. O matador tricolor mostra que entende claramente sua responsabilidade nesse enredo.

» Teremos que nos desculpar por fazer gols, diz Fred
» Julgamento de Dentinho deixa Mano indignado
» Leia mais notícias do O Dia
» Veja as últimas do Fluminense

"Esta é uma hora boa para fazer história no Fluminense. A hora é agora", resumiu o artilheiro.

Desde que ficou definido o confronto com o Corinthians, Carlos Alberto Parreira insiste em lembrar seus jogadores para não respeitarem demais o atacante rival. A maior preocupação do treinador é com os jovens, mas o alerta serve também para os mais experientes.

Fred era um adolescente quando Ronaldo ganhou dois dos seus prêmios de melhor do mundo da Fifa, em 1996 e 1997. A admiração existe e só aumentou quando dividiram a concentração da Seleção Brasileira na Copa de 2006, sob o comando de Parreira. Mas o sentimento acaba na lateral de campo.

"Se o zagueiro adversário for o meu pai, vou querer passar sempre por ele. Se o goleiro for meu irmão, vou querer meter 15 gols. Se eu agiria assim com família, de sangue, porque seria diferente diante de um ídolo?", disparou.

Fred é a principal esperança de gols da equipe do Fluminense
Fred é a principal esperança de gols da equipe do Fluminense
Foto: Sidney Oliveira/Photocamera / Divulgação
Fonte: O Dia
publicidade